Cidadeverde.com
Geral

Julgamento do acusado de matar cabo Samuel Borges é adiado para 31 de maio

Imprimir

Foto: Arquivo Pessoal e Arquivo Cidadeverde.com

O julgamento de Francisco Ribeiro dos Santos Filho, acusado de matar o cabo Samuel Borges em 2019, foi adiado para o próximo dia 31 de maio devido a um problema de saúde do juiz que presidiria a sessão na 1ª Vara do Tribunal Popular do Júri de Teresina nesta terça-feira (24).

"O Magistrado titular deste Juízo se encontra impossibilitado de presidir a referida sessão, por motivo de saúde. Assim, REDESIGNO para o dia 31 de maio de 2022, às 08h30, a realização da sessão plenária de julgamento, pelo Conselho de Sentença, do processo em que figura como acusado Francisco Ribeiro dos Santos Filho", diz trecho da decisão. 

Esta é a terceira vez que o julgamento do caso é adiado. 

O crime

Francisco Ribeiro é acusado de matar o cabo da Polícia Militar do Piauí, Samuel de Sousa Borges, de 30 anos, a tiros. O cabo da PM do Piauí levou três tiros e morreu durante uma discussão com o então policial do Maranhão. O caso aconteceu no cruzamento das ruas Cândido Ferraz com Verbenas, bairro Jóquei Clube. 

Samuel estava indo deixar o filho na escola quando teve início uma discussão. O garoto estava na garupa. Em vídeos que circularam nas redes sociais é possível ouvir a voz de uma criança informando que perdeu o pai.

Samuel ainda foi socorrido, mas morreu a caminho do  hospital. O corpo já foi encaminhado ao Instituto Médico Legal (IML).

Dois anos após o crime, Francisco Ribeiro foi excluído dos quadros da Polícia Militar do Maranhão. 


Nataniel Lima
[email protected] 

Imprimir