Cidadeverde.com
Esporte

Ceará vence Independiente-ARG garante vaga nas oitavas na Copa Sul-Americana

Imprimir

Assim como o arquirrival Fortaleza na Copa Libertadores, o Ceará também fez história na noite desta quarta-feira, quando venceu o Independiente (ARG), por 2 a 0, no estádio Avellaneda, em Buenos Aires, e teve sua vaga garantida nas oitavas de final da Copa Sul-Americana.

Foto - Felipe Santos - Ceará SC

O Ceará se classificou com a melhor campanha da fase de grupos, pois venceu os seis jogos disputados e terminou na liderança isolada do Grupo G, com 18 pontos conquistados. O Independiente terminou em segundo, com 12, e é eliminado da competição.

Além da classificação histórica, o Ceará também garante um prêmio de US$ 500 mil, ou o equivalente a cerca de R$ 2,4 milhões, por chegar à última final restante, acumulando um valor de US$ 1,4 milhão (R$ 6,75 milhões) no Sul -Americana.

A primeira vez foi bastante tensa e o Ceará não se intimidou como visitante. Tanto que o time brasileiro teve duas boas chances como o atacante Vina, a mais de 40 minutos, quando Mendoza deu assistência ao jogador e acabou deixando de marcar mais que o goleiro Sebastián Sosa.

O Independiente teve dificuldades para passar pela defesa cearense e antes do intervalo viu os brasileiros abrirem ou desarmarem. Aos 49 minutos, Victor Luís cobrou uma falta, um desvio e o gol de Rodrigo Lindoso terminou na saída do goleiro.

Nenhum segundo tempo, como esperado, ou o Independiente foi para tudo ou para nada e precisamente foi exposto mas não atacado. Logo aos três minutos, Fernández fez jogo individual e arriscou chute de fora da área, contudo, por cima ou cruzado pelo goleiro João Ricardo

O Ceará jogou com o regulamento e administração uma excelente vantagem em campo para confirmar uma classificação. Com dois chutes que errei, aos 31, Vina cobrou falta na área e encontrou o zagueiro Luiz Otávio, que cabeceou para a defesa de Sebástian Sosa.

No desafio final do segundo tempo, o Ceará foi fatal ao não contra-atacar e foi classificado. Aos 45 minutos, Richardson disse em velocidade, jogou por Erick ou atacante cruzado para Mendoza, que finalizou forte, sem chances de defesa.

Fonte: Estadão Conteúdo

Imprimir