Cidadeverde.com
Política

“Quem não acompanhar, não estará mais na base do prefeito”, afirma Robert Rios sobre eleições

Imprimir

Foto: Arquivo Cidade Verde

O vice-prefeito de Teresina, Robert Rios (Republicanos) afirmou nesta quinta-feira (26) vai considerar fora da base do Palácio da Cidade quem não seguir a decisão tomada pelo prefeito Dr. Pessoa em relação à chapa majoritária. 

Segundo Robert Rios, a cobrança valerá, inclusive, para secretários do grupo político do prefeito: “Vai valer para todo mundo. Para que serve vocês estar com aliados se não acompanha o prefeito?”, questionou. 

Dr. Pessoa vai reunir o Republicanos e aliados no próximo dia 03 para bater o martelo sobre quem o grupo dele apoiará nas eleições estaduais deste ano.Mas, já adiantou que não vai liberar o apoio de membros no apoio na chapa majoritária.  Ao comentar sobre o encontro, Robert Rios ainda alfinetou, sem citar, nomes que ele disser ter passado a frente do prefeito.  

“No dia 03 o prefeito vai bater martelo e dizer quem será o pré-candidato do grupo, aquele que não quiser acompanhar, é porque não está mais na base do prefeito. Quem se apressou e correu na frente do prefeito para escolher um lado, se escolheu um lado que o prefeito não vai escolher, é porque não está do lado do prefeito”, frisou. 

Majoritária em Piracuruca 

Robert Rios ainda comentou sobre a situação do grupo político dele na cidade Piracuruca, município de onde é natural. 

O vice relembrou que o grupo ligado ao ex-prefeito da cidade, Dr. Raimundo, votará no pré-candidato Rafael Fonteles (PT). 

Devido a isso, ele garantiu que, caso o Republicanos não lance candidatura própria, o grupo dele vai apoiar o pré-candidato Sílvio Mendes (União Brasil) na cidade. 

“Na minha cidade em Pirarucura, o meu adversário apóia o Rafael e meu grupo não se junta com o grupo do ex-prefeito de Piracuruca. Em Piracuruca, só vai ficar dos dois lados a padroeira Nossa Senhora do Carmo. Como o grupo dos meus adversários lá votam em Rafael, você pode ter certeza que, se não tivermos um candidato próprio, vão votar no Sílvio”, destacou. 


Paula Sampaio 
[email protected]

Imprimir