Cidadeverde.com
Últimas

Promotoria apura denúncia sobre falta de medicamentos e EPIs em UBS em Teresina

Imprimir

Foto: Renato Andrade / Cidadeverde.com 

O promotor de Justiça da 29ª Promotoria de Justiça de Teresina apura uma denúncia sobre a falta de medicamentos e Equipamentos de Proteção Individual (EPIs) na Unidade Básica de Saúde Ivan Sobral, no bairro Novo Horizonte, zona Sudeste de Teresina. 

Na portaria que trata sobre a denúncia, o promotor pede que seja investigado a falta de coordenador naquela unidade de saúde, farmacêutico, EPIs e medicamentos. 

A denúncia (clique aqui e confira) foi feita com base em relatório de inspeção enviado pelo Conselho Municipal de Saúde, que constatou as irregularidades. 

O portal Cidadeverde.com esteve na UBS Ivan Cabral e conversou com alguns profissionais que preferiram não se identificar. Na entrevista, eles confirmaram que medicamentos e EPIs estão faltando, mas negaram a falta de farmacêutico e coordenador. 

“Temos uma coordenadora, a Jully Anne. Ela é bem atuante. Também temos uma farmacêutica que só não está na unidade hoje porque está de atestado há dois dias porque contraiu Covid”, disse uma das funcionárias da UBS. 

No entanto, os profissionais da UBS que conversaram com a reportagem afirmaram que de fato há a falta de medicamentos e uma escassez nos EPIs

“Está faltando dipirona, paracetamol, metformina, usado para o tratamento de diabetes, hidraplex, que usamos para pacientes que precisam de hidratação, entre outros. Alguns desses remédios estão em falta há dois ou três meses”, acrescentou a funcionária da UBS. 

Foto: Renato Andrade / Cidadeverde.com 

O que diz a FMS

O Cidadeverde.com entrou em contato com a Fundação Municipal de Saúde que ficou de verificar a denúncia para saber qual a situação da UBS. Em nota, a FMS disse que a regional Sul informou que a denúncia não procede e ressaltou que a UBS possui coordenador. "As UBS não possuem farmacêutico, mas tem um técnico que fica na farmácia fazendo a dispensação de medicamentos", afirmou o órgão. Sobre os EPIs, a FMS informou que os aparelhos estão na UBS.

Falta de medicamentos no Piauí

A situação da falta de medicamentos se repete em diversas farmácias em Teresina e em municípios no interior do Piauí. As farmácias estão sofrendo com a falta de medicamentos essenciais para o tratamento de doenças como dengue, chikungunya, zika e gripe.

O presidente do Sincofarma-PI (Sindicato do Comércio Varejista de Produtos Farmacêuticos do Piauí), Francisco Lopes, disse que alguns fatores têm provocado a baixa nos estoques, entre eles a alta demanda provocada pelo aumento dos casos de dengue.  

Entre os medicamentos em falta nas farmácias do Piauí estão antibióticos, como a amoxicilina líquido 250, 400 e 400 + clavulanato de potássio  e a azitromicina 600 e 900 mg. Outros exemplos citados pelo presidente do Sincofarma-PI são os analgésicos e antitérmicos, como a dipirona, solução novalgina, solução paracetamol criança e tylenol criança. 

O sindicato ainda destaca que um outro fator responsável pela baixa nos estoques de medicamentos é a alta no dólar. 

Nataniel Lima
[email protected]

Imprimir