Cidadeverde.com
Esporte

Referência nos tatames, Lívio Ribeiro decide migrar para o MMA após 14 anos no jiu-jitsu

Imprimir


O atleta Lívio Ribeiro é conhecido pelas inúmeras conquistas dentro do tatame. Referência quando o assunto é jiu-jitsu, o ‘Galinho’ recentemente decidiu que após quase 15 anos de dedicação a arte suave irá migrar para uma nova modalidade – o MMA. Morando no Arizona, Estados Unidos, há um e meio, o piauiense começa um novo cronograma de treinos, possíveis lutas e traça metas ousadas dentro do novo esporte. 

“A maioria dos títulos possíveis eu conquistei dentro do jiu-jitsu e já são quase 13 ou 14 anos no jiu-jitsu e quando eu cheguei aqui no Arizona eu já estava meio que cansado e precisando desse novo desafio, foi quando eu conversei com o Buda e tive essa iniciativa, porque aqui onde eu treino o time de MMA é muito forte e agora eu quero muito me dedicar aos MMA, eu sei que não vai ser fácil, mas no jiu-jitsu não era e consegui então eu sei que me dedicando ao máximo vou conseguir”, frisou Lívio Ribeiro, cria do Projeto Social QG da Luta no Piauí. 

Lívio Ribeiro é multicampeão no jiu-jitsu e referência quando o assunto é a modalidade não só no Piauí. Lutando pela IBJJF, órgão máximo que regulamenta o esporte no mundo foi campeão de praticamente tudo que era possível. Ciente de que o caminho dentro do MMA é bastante árduo, Lívio faz questão de lembrar que no jiu-jitsu e em especial aqui no Piauí precisou passar por muitas dificuldades tendo que se dividir entre – aulas, treinos, trabalhos e até mesmo pedir ajudar nos sinais para custear as viagens para competir. 

Foto: Arquivo Pessoal

“Ninguém acreditava lá atrás que o jiu-jitsu iria dar certo e hoje eu vivo a vida dos meus sonhos, vida de atleta que eu consigo ter aqui (no Arizona -EUA), pois aí no Brasil ou é atleta ou vai trabalhar, ou então vai precisar fazer os dois porque não consegue ser só atleta. A não ser que tenha uma família com condição financeira muito boa o que não foi meu caso ou da maioria das pessoas ao meu redor”, frisou Lívio ‘Galinho’, atleta.

Porém não pense que a decisão de migrar para o MMA veio atoa. Além de inspirações diárias, Lívio atualmente treina com nomes que já foram protagonistas no cenário, caso do brasileiro Augusto Tanquinho, que é ex lutador do UFC e também de Ben Henderson, um dos grandes nomes da história do peso leve (-70kg) e que ao longo da carreira lutou tanto pelo UFC como pelo Bellator e são esses nomes que pretendem ‘apadrinhar’ o piauiense. 

Foto: Giselle Villasenor/Fotografa Jiu-jitsu

“Claro que agora temos novas metas, né? Ouvi bastante, fui aconselhado e sei que agora estou ao lado das pessoas certas. Quem sabe logo logo estamos em um UFC ou mesmo Bellator que é o grande objetivo de qualquer atleta de MMA”, disse Lívio ‘Galinho’. 

A intenção é realizar uma luta de MMA ainda esse ano. Por enquanto, Lívio segue seus treinos diários no Arizona e ainda participa de torneios de jiu-jitsu como forma de se manter em nível de competição. 

 


Pâmella Maranhão 
[email protected]

Imprimir