Cidadeverde.com
Geral

HGV adota medidas restritivas após 10 funcionários testarem positivo para a covid

Imprimir

Foto: Arquivo/Cidadeverde.com

Hospital no ano passado teve áreas exclusivas para tratamento da covid-19


O Hospital Getúlio Vargas (HGV) voltou adotar medidas restritivas após 10 funcionários testarem positivo para Covid-19 em dois dias. Em todo o estado tem sido registrado um aumento de casos da doença. Somente em Teresina houve aumento de 385% dos casos na última semana.

O diretor-geral do HGV, Osvaldo Mendes, informou ao Cidadeverde.com que na segunda-feira (13) foram sete funcionários que apresentaram resultado positivo para a doença, enquanto nesta terça-feira (14) já foram mais 3 positivados.

Com todas essa situação, agora o HGV vai implementar algumas medidas e restrições. “Após alguns funcionários testarem positivo, nós decidimos intensificar as medidas de segurança, por isso vamos insistir no uso de máscara, porque tinham pessoas que estavam querendo entrar sem máscara, e não será aceito, só com máscara. Também vamos mater os cuidados com a higienização, lavar as mãos e usar o álcool”, explicou.

As visitas também vão sofrer restrições, e antes eram permitidas duas, mas agora só poderá entrar uma pessoa por vez. Os pacientes também vão ser testados.

“Também vamos solicitar que todos os pacientes que estão vindo de outro hospital ou do interior, só venham quando tiver feito o teste. As cirurgias ambulatoriais vão continuar sendo feitas, mas os pacientes vão ser testados antes. Se tiver cirurgia marcada, e estiver com sintomas gripais, pedimos que o paciente faça o teste antes de vir, porque se for alguém do interior, e chegar aqui e testar positivo, não vai poder fazer a cirurgia e vai ter que voltar. Os acompanhantes também devem ficar atentos, não podemos testar eles, então em caso de sintomas gripais, devem mandar outra pessoa no lugar”, destacou o diretor do HGV.

Osvaldo Mendes disse que no local estão trabalhando apenas funcionários que estão com a carteira de vacinação atualizada. Ele também informou que deve ser disponibilizado um novo espaço para atender pacientes que estão internados que testarem positivo para a Covid-19.

“Já estamos adotando medidas para uma enfermaria destinada apenas aos pacientes que testarem positivos possam ter um local para ficar”, explicou.

Aumento de casos de covid

Devido ao aumento de casos de covid, o Comitê de Operações Emergenciais de Teresina (COE), definiu no último dia 10 de junho, pela volta da obrigatoriedade do uso de máscara em ambientes hospitalares na capital, pois antes existia apenas uma recomendação. Outra mudança é a recomendação para utilização da máscara em locais com aglomeração. As mudanças ocorreram após um aumento de 380% nos casos de covid na capital.

Já na segunda-feira (13), o COE do Piauí se reuniu e determinou a volta do uso obrigatório de máscara em ambientes fechados no estado. A decisão é motivada pelos recentes aumentos dos casos de covid-19 na capital e no interior do estado. 

Na reunião de ontem, os membros do COE também emitiram uma recomendação específica para escolas e universidades, que devem reforçar as medidas de isolamento caso haja registro da doença. Também ficou definido o retorno do programa busca ativa, para localizar e isolar novos casos de covid-19, principalmente nos municípios onde houve aumento no número de registros. Os municípios também devem passar a receber uma maior quantidade de testes. 

 

Bárbara Rodrigues
[email protected]

Imprimir