Cidadeverde.com
Geral

UNIÃO: Rio Parnaíba deixa bairro da cidade debaixo d’água

Imprimir
Foto: Wilson Nanaia/TV Cidade Verde
 
As águas do rio Parnaíba já invadiram bairros ribeirinhos na cidade de União, região norte do Piauí. O bairro Beira Rio, próximo do centro, foi totalmente alagado. As estradas foram cortadas e algumas comunidades rurais estão isoladas. Mais de 100 famílias já estão atingidas pelas chuvas.
 
O professor Antonio Carlos, que trabalha no bairro Beira Rio, disse que há 15 dias o local está alagado. Todas as famílias de lá já foram removidas. Segundo o prefeito José Barros, até o momento existem 64 famílias desabrigadas. Porém, o governo do Estado enviou ajuda somente para 58.
 
Foto: Wilson Nanaia/TV Cidade Verde
 
“Como está aumentando muito rápido o número de desabrigados, nós vamos atualizar a relação e enviar para o governo. Nós estamos alugando casas e deslocando as famílias, na tentativa de evitar os abrigos para dar maior conforto para as famílias. O único abrigo coletivo que está sendo usado é a Casa do Romeiro, cedida pela paróquia”, explica o prefeito.
 
 
Fotos: Carlos Lustosa Filho/CidadeVerde.com
Prefeito José Barros

 
Além das casas, roças foram alagadas, a malha viária está comprometida e em muitos locais o transporte escolar foi interrompido. A prefeitura chegou a colocar pedras em algumas estradas para evitar o isolamento, mas não foi suficiente.
 
As comunidades mais atingidas são Liberdade, Cajueiro, Santa Helena, Novo Nilo, Areias e Patossi, onde só se chega de barco.
 

A dona de casa Maria do Perpétuo Socorro da Silva disse que a casa dela, localizada no bairro São João, está desabando. “Não está alagada, mas a água está derrubando as paredes”, explica. Ela tem três filhas e mora com o marido.

Já Francilene da Silva, 30 anos, tem seis filhos e foi levada para a Casa do Romeiro. A casa dela fica na comunidade Patossi, onde todas as vias estão interrompidas. Ela foi retirada de canoa.
 
Francilene e seus seis filhos estão em abrigo

 
“Ano passado andou perto de alagar a casa. Esse ano meu marido perdeu toda a lavoura. Não ficou nenhuma palhinha de arroz. Esse tempo está muito frio e ainda ficaram uns teimosos que não querem sair do Patossi. Só trouxe as redes dos meninos e umas poucas roupas. Pelo menos aqui [na Casa do Romeiro] estamos no seco, recebendo comida e remédios”, afirma a mãe.
 
Fabiane Costa, 14 anos, que cursa o 2º ano no colégio Emanuel Parente, está indo assistir aulas de barco. Ela mora no bairro Areias. "Esse caminho fecha todo ano", comenta a jovem. 
 
Fabiane tem de atravessar de canoa...
 
...esta rua, Davi Caldas.

Flash de Carlos Lustosa Filho (direto de União)
Redação de Leilane Nunes

[email protected]

Tags:
Imprimir