Cidadeverde.com
Cidades

Ex-marido é preso suspeito de tentativa de feminicídio contra professora em Água Branca

Imprimir

Foto: Divulgação / Polícia Militar 

Uma professora, identificada como Guilhermina Ferreira, de 51 anos, foi esfaqueada na tarde desta quarta-feira (29) na cidade de Água Branca (99 km de Teresina) durante uma tentativa de feminicídio. O principal suspeito é o ex-marido da vítima, que foi preso na manhã de hoje (30), em Barro Duro (98 km de Teresina).

Ao Cidadeverde.com, o comandante da PM de Água Branca, coronel Rui Cordeiro, confirmou a prisão em flagrante e disse que além do ex-marido, um segundo homem também foi preso por ajudar o suspeito na fuga. 

“Ele estava em Barro Duro escondido na casa da avó dele. Conseguimos localizá-lo e identificar a pessoa que ajudou ele na fuga. É um sujeito conhecido na região. Foi preso em flagrante por tentativa de feminicídio e já está na delegacia de Água Branca para responder pelo crime”, informou o coronel Rui Cordeiro.  

O ex-marido da vítima teria utilizado um facão para golpear a mulher, que, segundo informações de populares, foi atingida com mais de 10 golpes. No entanto, o coronel acredita que não foram efetuados tantos golpes e que só a perícia poderá concluir sobre o tema. 

“Pelo o que informaram para a equipe policial, ele não estava aceitando o fim do relacionamento e, durante um desentendimento no final da tarde de ontem, acabou golpeando a mulher com o facão e fugindo em seguida”, acrescentou o coronel. 

Guilhermina Ferreira foi socorrida por profissionais do Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu) e foi levada para o Hospital Senador Dirceu Arcoverde, em Água Branca. De lá, foi transferida para o Hospital de Urgência de Teresina (HUT). 

“O estado dela era grave, mas hoje ela já está fora de risco”, completou o coronel Rui Cordeiro.  

 

 


Nataniel Lima
[email protected] 

Imprimir