Cidadeverde.com
Vida Saudável

Uso incorreto de cotonete pode levar à perda auditiva; entenda

Imprimir

 

Foto: Freepik



Usar ou não cotonete? Uma questão ainda muito debatida. Não existe total proibição para a utilização do produto, contudo é recomendável o manuseio correto e sem exageros ao limpar o ouvido. De acordo com a Associação Brasileira de Otorrinolaringologia e Cirurgia Cérvico-Facial (ABORL-CCF), o uso incorreto de hastes flexíveis, como o cotonete, na limpeza do ouvido é a maior causa de inflamações e lesões no canal auditivo. Esse procedimento gera complicações que podem até levar à surdez.

Segundo o médico otorrinolaringologista Antônio Luís de Lima, há consequências que podem ser causadas após uso incorreto do cotonete. "O cotonete não é totalmente proibido, o seu uso inadequado é que leva a uma lesão do condutor auditivo externo podendo gerar alguns acidentes. O produto pode lesar as glândulas ceruminosas, as sebáceas da pele do condutor auditivo externo levando a pouca produção de cera e aumentando as chances de infecções, descamação e prurido crônico", explica.

Há diferentes formas de realizar a limpeza dos ouvidos. O mais recomendável é que o excesso de cera seja retirado com uma toalha ou um algodão, usando o dedo para auxiliar no processo. Existem no mercado algumas soluções apropriadas para a limpeza do ouvido e não é necessária receita para comprá-las. Médicos otorrinolaringologistas também realizam no consultório uma limpeza adequada no canal auditivo.

"Acontece em alguns pacientes, acidentes em que acomete a membrana do tímpano, que pode levar a uma perfuração da mesma e provocar uma otite crônica, otorreia crônica, secreção purulenta desse ouvido e perda auditiva. Há casos, a necessidade de cirurgia otológica. Também é preferível deixar o cotonete fora do alcance de crianças, que possui a maior chance de acidentes com uso", afirma o especialista.

 

Da Redação
[email protected]

Imprimir