Cidadeverde.com
Geral

Concurso da Uespi deve zerar déficit de disciplinas sem professor, diz reitor

Imprimir

O concurso público para seleção de novos servidores da Universidade Estadual do Piauí (Uespi), autorizado na segunda-feira (11) pela governadora Regina Sousa (PT), deve solucionar a situação das disciplinas que atualmente estão sem professores, é o que avalia o professor Evandro Alberto, reitor da instituição.  

“Tem disciplinas que estão descobertas e não tem professor aprovado no cadastro de reserva, e com certeza esse concurso público vai sanar essas dificuldades. Você tinha um quadro de 500 disciplinas, que caiu para menos de 80 e agora vamos trabalhar para zerar todo esse déficit”, afirmou o reitor em entrevista ao Jornal do Piauí.

Segundo Evandro Alberto, a Uespi tinha um total de 500 disciplinas sem professores em 2021. Ele afirmou que o problema vem sendo contornado com a realização de seletivos para contratação de docentes substitutos. “Inicialmente chamamos 190 professores e depois, dentro do cadastro de reserva, conseguimos autorização para mais 176 e chamamos 138 professores", disse.

Ainda não há previsão para o lançamento do edital, a expectativa é que as provas do novo concurso da Uespi aconteçam ainda no segundo semestre de 2022. Ao todo, serão ofertadas 85 vagas para professor e outras 75 vagas para o cargo de técnico administrativo, para os níveis médio, especializado e superior. 

Novos cursos

Durante a entrevista, o Evandro Alberto também mencionou que a administração da instituição planeja a criação de novos dois cursos, os tecnólogos em Energia Renovável e outro em Transformação Digital. 

“Há sim essa previsão de que a gente possa criar esses dois tecnólogos superiores e equipar nossos cursos, dotando da infraestrutura necessária assim como também o quadro de professores suficientes para continuar oferecendo cursos com qualidade”, concluiu o reitor.

Breno Moreno
[email protected]

Imprimir