Cidadeverde.com
Cidades

Operação Primus: prefeito e ex-prefeito de Baixa Grande do Ribeiro são presos

Imprimir

Foto: Divulgação/MPPI

O prefeito de Baixa Grande do Ribeiro, José Luís Sousa, conhecido como Dr. Zé Luís (PSB), e o ex-prefeito do município, Ozires Castro Silva, foram presos pela Polícia Civil. Os dois são alvos da operação Primus, deflagrada na última segunda-feira pelo Grupo de Atuação Especial de Combate ao Crime Organizado (Gaeco) e que investiga desvio de recursos públicos no município. O atual e o ex-gestor eram considerados foragidos da Justiça. 

O Cidadeverde.com apurou que os mandados de prisão foram cumpridos na última quarta-feira (13) e que o José Luís e Ozires Castro foram levados para o 12º Distrito Policial, na zona Leste de Teresina, onde estão presos preventivamente. 

Um empresário alvo de mandado de prisão no âmbito da operação Primus também foi preso e levado para o 12º DP.  

A Operação Primus, deflagrada pelo Grupo de Atuação Especial de Combate ao Crime Organizado (Gaeco) do Ministério Público (MPPI) na última segunda-feira (11), apura o desvio de pelo menos R$ 1,8 milhão em recursos públicos do município de Baixa Grande do Ribeiro. 

Segundo informações repassadas pelo coordenador do Gaeco, o promotor Claudio Soeiro, entre os investigados ainda estão ex-gestores do município, empresários e um funcionário público

No esquema, segundo o Gaeco, a organização crimonsa agia em conluio para fraudar licitações no município, usando empresas de fachada que eram contratadas com sobrepreço pela gestão municipal. Mesmo sem executar os serviços, as empresas recebiam o pagamento e repassavam para as contas bancárias de empresários, políticos e seus familiares.

OPERAÇÃO PRIMUS

A operação do Grupo de Atuação Especial de Combate ao Crime Organizado (GAECO) cumpriu 41 mandados de busca e apreensão contra políticos, servidores públicos e empresários de seis cidades do Piauí e outros dois estados suspeitos de desviar mais de R$ 1,8 milhão em recursos públicos de Baixa Grande do Ribeiro, no Sul do estado. 

A ação também contou com a participação de agentes das polícias Civil e Militar do Piauí, Tribunal de Contas do Estado (TCE-PI), Controladoria-Geral da União no Piauí (CGU-PI), a Polícia Rodoviária Federal (PRF-PI) e do  GAECO do Ministério Público da Bahia.

Além de Baixa Grande do Ribeiro, os mandados foram cumpridos nas cidades de Ribeiro Gonçalves, Uruçuí, Floriano, Landri Sales, Teresina, Timon (MA) e Campo Alegre de Lourdes (BA), onde foram apreendidos cerca de R$ 200 mil.

 


Paula Sampaio e Natanael Souza 
[email protected]

Imprimir