Cidadeverde.com
Cidades

Bombeiro dá dicas para evitar afogamentos durante banho em praias ou lagos

Imprimir

Foto: Renato Andrade / Cidadeverde.com 

Faltam algumas semanas para o fim das férias escolares. Turistas lotam o litoral do Piauí nesse período e aproveitam para curtir as praias piauienses. No entanto, para a diversão não terminar em tragédia, alguns cuidados devem ser tomados durante esse período. É o que alerta o relações públicas do Corpo de Bombeiros do Piauí, coronel José Veloso. 

“A recomendação básica é que o turista busque informações sobre o local com os nativos. Qualquer que seja o lugar de banho, de brincadeira. Tem sempre risco. Nunca existe um risco zero”, destacou o coronel José Veloso. 

Entre as ocorrências mais comuns nesse período estão os afogamentos. Somente neste domingo (17), duas pessoas morreram afogadas. Entre as vítimas estão um idoso de 60 anos, que se afogou na praia de Atalaia; e um homem que morreu na Barragem do Bezerro, em José de Freitas

Recomendações do Corpo de Bombeiros 

O relações públicas do Corpo de Bombeiros ressalta que cada lugar de banho tem um perfil próprio e, por conta disso, precisa ser estudado pelo turista. No local, o banhista deve procurar alguém da região para ter informações suficientes do banho antes de se aventurar na água. 

“Eu tenho praia, eu tenho piscinas, eu tenho lagoas, lagos, balneários e todos esses locais têm risco. Os nativos podem ter informações dos principais riscos nesses banhos. Eu tenho risco de ser raso demais, eu tenho risco de ser profundo demais, eu tenho risco de correnteza, eu tenho os riscos das coroas e eu tenho os riscos das praias, que são locais mais violentos”, frisou o coronel Veloso. 

Nataniel Lima
[email protected] 

Imprimir