Cidadeverde.com
Geral

Professora Sueli Rodrigues, do Psol, morre em Teresina aos 58 anos

Imprimir

Foto: Arquivo/Cidadeverde.com

Morreu na tarde desta terça-feira (26) a professora Sueli Rodrigues, aos 58 anos, em Teresina. A informação foi confirmada ao Cidadeverde.com pela assessoria de comunicação do Partido Socialismo e Liberdade (PSOL), agremiação política na qual era filiada e militava.

Sueli Rodrigues estava internada em estado grave há cerca de uma semana, em decorrência de uma trombose em uma das veias do fígado. Diagnosticada com uma doença neurodegenerativa desde o final de 2020, a professora enfrentava uma piora das sequelas causadas pela enfermidade.

O velório da professora Sueli Rodrigues será aberto ao público e realizado a partir das 21h no Memorial Esperança García, localizado na avenida Miguel Rosa, na região Centro/Sul da capital. O sepultamento está previsto para a manhã da quarta-feira (27), no cemitério Jardim da Ressurreição, na zona Sudeste. 

Formada em Ciências Sociais pela Universidade Federal do Piauí (UFPI), onde concluiu o mestrado em Desenvolvimento e Meio Ambiente, e em Direito pela Universidade Estadual do Piauí (UESPI), Sueli Rodrigues era professora associada da UFPI, lotada no Departamento de Ciências Jurídicas (DCJ). 

Pelo PSOL, Sueli Rodrigues disputou o Governo do Estado em 2018. Naquela ocasião, a então candidata defendeu pautas como o enfrentamento às opressões, defesa da mulher, autonomia financeira da UESPI e obteve um total de 12.271 votos. 

Foto: Arquivo/Cidadeverde

Sueli foi da militância política do PT. Saiu do partido, em 2001, e resolveu se filiar ao PSOL, em 2017. Em julho de 2019, em entrevista à TV Cidade Verde, a professora declarou criticou a política de evitar novos assentamentos e definiu a situação como "uma penúria social". 

Assista:


O Sindicato dos Professores Auxiliares da Administração Escolar do Piauí (Sinpro) lamentou a morte da professora.

"É com extremo pesar que o Sindicato dos Professores e Auxiliares da Administração Escolar do Estado do Piauí (Sinpro) comunica o falecimento da professora Maria Suely Rodrigues de Sousa, ex-diretora do Sinpro de 1995 a 1997. Nesta hora de dor pedimos a Deus que conforte o coração de toda a família e amigos e que Deus no conceda força para superar este momento de dor e angústia. O Sinpro registra as mais sinceras condolências à família e amigos por esta inestimável perda"

Em nota, o prefeito de Teresina, Dr. Pessoa  (MDB), lamentou a morte de Sueli Rodrigues e prestou solidariedade aos seus familiares e amigos.

A Prefeitura de Teresina lamenta o falecimento da professora e advogada Sueli Rodrigues, aos 58 anos na tarde desta terça-feira (26).

Sueli destacou-se não só no meio acadêmico como professora e pesquisadora do Direito, mas também nas causas sociais como militante do Partido Socialismo e Liberdade (PSOL), sigla onde disputou mandato de vereadora de Teresina e governadora do Estado.

O prefeito Dr. Pessoa se solidariza com a família e amigos enlutados, ao tempo em que expressa condolências a todos.

A UFPI também se manifestou sobre o falecimento da professora por meio de nota.

A Administração Superior da UFPI comunica e lamenta com profundo pesar o falecimento da professora Maria Sueli Rodrigues de Sousa, ocorrido nesta terça-feira (26). A docente fazia parte do quadro da Universidade desde 2010, sendo lotada no Departamento de Ciências Jurídicas.

Maria Sueli Rodrigues de Sousa tinha graduação em Ciências Sociais pela Universidade Federal do Piauí (1996) e Direito pela Universidade Estadual do Piauí (2003), mestrado em Desenvolvimento e Meio Ambiente pela Universidade Federal do Piauí (2005), e doutorado em Direito, Estado e Constituição pela Universidade de Brasília (2009). 

Além de ser professora do Curso de Direito da UFPI, ela também fazia parte do Programa de Pós-Graduação em Sociologia, do Programa de Pós Graduação em Gestão Pública, do Núcleo de Pesquisa sobre Africanidades e Afrodescendência - IFARADÁ e do Grupo de Pesquisa Direitos humanos e Cidadania - DiHuCi.

Toda a comunidade da UFPI se solidariza com familiares, amigos e colegas de curso em momento de tamanha dor.

 

Breno Moreno
[email protected]

Imprimir