Cidadeverde.com
Cidades

Suspeito de matar estudante de medicina é preso pela 3ª vez em menos de 20 dias

Imprimir

Foto: Renato Andrade/Cidadeverde.com 

Wanderson Luiz da Anunciação Rocha, suspeito de matar um estudante de medicina em parada de ônibus na Avenida Miguel Rosa, em 2018, voltou a ser preso na noite desta terça-feira (26) em Teresina. É a terceira vez que o suspeito é preso em um intervalo de menos de 20 dias. 

Na noite de ontem, Wanderson e um outro comparsa foram localizados por uma equipe da Força Tarefa da Secretaria de Segurança Pública na zona Norte da capital. Segundo o major Audivam Nunes, os dois se preparavam para realizar crimes na região. 

"Conseguimos prender esses dois individuos que estavam se programando para matar pessoas aqui na região Norte de Teresina, mas foram interceptados pelas nossas equipes", disse o major Audivam Nunes. 

Com a dupla, a Força Tarefa também encontrou dois veículos roubados. 

Após a prisão, Wanderson e o comparsa foram levados à Central de Flagrantes de Teresina e deverão ficar a disposição do poder judiciário. 

Outras prisões 

No último dia 07 de julho, Wanderson Luiz da Anunciação Rocha foi preso pela Polícia Rodoviária Federal na Zona Leste de Teresina. Ele e mais três suspeitos estavam em um veículo roubado e desobedeceram a ordem de parada dos agentes e empreenderam fuga, sendo presos após uma perseguição. 

No dia 14 de julho, Wanderson voltou a ser preso, dessa vez no bairro Vamos Ver o Sol, zona Sul de Teresina, um dia após ter roubado a arma de um policial penal durante um assalto. Na ocasião, ele foi solto horas depois da prisão, pois a situação de flagrante já havia passado.

Crimes 

Wanderson Luiz da Anunciação Rocha já foi condenado pelo assassinato do estudante Antônio Rayron Soares de Holanda, de 22 anos. O crime ocorreu no ano de 2018, quando estava indo para estágio de medicina e foi morto durante assalto. Na ocasião, Wanderson era menor de idade e cumpriu pena máxima de 3 anos.

Ele também é investigado em outros roubos a agentes de segurança. Ele é suspeito de integrar o grupo de assaltantes realizou um arrastão à residência de uma delegada da Polícia Civil no bairro Morada do Sol, zona leste de Teresina, no ano passado.

 

 


Natanael Souza
[email protected]

Imprimir