Cidadeverde.com
Picos

Homem é condenado a 20 anos de reclusão por matar vítima com espeto de ferro em Picos

Imprimir

Foto: Jaqueline Figueredo/TV Cidade Verde

No início da noite desta quinta-feira (28) o Tribunal do Júri Popular condenou o réu, Jeferson Marcondes da Silva, pelo homicídio de Gimar Marques de Azevedo, assassinado à golpes de espeto de ferro em Picos.

A setença proferida pela juíza da 5ª Vara Criminal de Picos, Nilcimar Araújo Carvalho, determinou que o réu cumpra 20 anos e 5 meses de reclusão no sistema penitenciário.

O promotor responsável pela acusação, Jessé Mineiro de Abreu, avaliou como satisfatório o desfecho do júri popular que condenou o réu.

"A setença da pena foi proporcional à tipificação do crime, o promotor titular se deve ou não recorrer da pena estipulada. Foram ouvidas cinco testemunhas, o réu usou o direito de permanecer em silêncio. Houve réplica, tétriplica, os trabalhos transcorreram de forma satisfatória", disse o promotor.

O defensor público, Daniel Fabris, informou à imprensa que vai recorrer da setença para que Jeferson receba uma pena mais justa e branda.

O Cidadeverde.com/picos acompanhou o início da sessão do júri popular. O júri era composto por sete jurados (4 homens e três mulheres) que analisaram as provas apresentadas pela defesa e acusação.]

O crime

Jeferson Marcondes da Silva foi condenado pelo crime de Homicídio Qualificado. O crime ocorreu em 20 de março de 2019, onde a vítima Gilmar Marques foi assassinado com um espeto de ferro.

Vítima e acusado estavam em um bar quando se desentenderam.

Paula Monize

[email protected]

Imprimir