Cidadeverde.com
Economia

Agropecuária é o setor com maior queda da taxa de ocupação no Piauí, aponta IBGE

Imprimir

Foto: Arquivo CV/Catarina Malheiros

O número de pessoas ocupadas no setor agropecuário do Piauí registrou uma queda de 30% no período de um ano, é o que aponta  a Pesquisa Nacional por Amostra de Domicílios Contínua (PNAD Contínua) divulgada pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) na última sexta-feira (13). 

O estudo mostra que no segundo trimestre de 2022 haviam cerca de 166 mil pessoas ocupadas com atividades da agricultura, pecuária, produção florestal, pesca e aquicultura no estado, quando no mesmo período do ano passado esse número era de 239 mil trabalhadores.

No início da série histórica da pesquisa, no primeiro trimestre do ano de 2012, o setor da agropecuária no Piauí possuía 340 mil pessoas ocupadas no estado, o que, comparando-se com o segundo trimestre deste ano, representa uma redução de 174 mil pessoas na atividade, ou seja, uma queda de cerca de 51,17% em pouco mais de 10 anos.

Contudo, no segundo trimestre de 2022, alguns setores da economia piauiense apresentaram crescimento substancial na ocupação, comparando-se com o mesmo período do ano passado, onde destaca-se o setor de alojamento e alimentação, que registrou incremento de 32 mil pessoas a mais ocupadas, ou seja, um aumento da ordem de 60,2% no período de um ano.

Outro setor com destaque no crescimento da ocupação, comparando-se o segundo trimestre de 2022 com o mesmo do ano passado, foi o da administração pública, defesa, seguridade social, educação, saúde humana e serviços sociais, que registrou um aumento de 43 mil pessoas ocupadas no período, ou seja, um incremento da ordem de 17,3%.

Da Redação
[email protected]

Imprimir