Cidadeverde.com
Esporte

Campeão da Libertadores com River Plate é preso por assalto e tiros na Argentina

Imprimir

Ezequiel Cirigliano foi revelado no River Plate sob enorme expectativa de se tornar um craque do futebol mundial há 10 anos Mas os problemas extracampo atrapalharam que tivesse uma carreira de sucesso. 

Aos 30 anos, o campeão da Libertadores de 2015 foi preso nesta segunda-feira em um assalto a mão armada no qual teria até disparado tiros.

Cirigliano foi preso durante um assalto a residência no bairro de Caseros, em San Martín, na grande periferia de Buenos Aires, na Argentina. A polícia de Três de Febrero foi acionada e recepcionada a tiros pelo ex-jogador assim que chegou ao local do crime.

"Cirigliano foi apreendido na rua Olavarria, n° 3860, no bairro de San Martín, por realizar uma tentativa de assalto e por ter efetuado vários disparos. Lá, policiais apreenderam uma arma de fogo calibre 9mm com doze munições", informou a polícia argentina ao site Doble Amarilla.

O jogador já havia se envolvido em problemas com a Justiça anteriormente. Em 2015 ele foi parado em uma blitz dirigindo alcoolizado, desacatou os policiais e resistiu à prisão. Acabou dispensado pelo clube pouco depois de ter pedido para ser negociado. Agora foi flagrado neste assalto.

O meia nasceu no bairro de Caseros e já conhecia as moradias do local. Habilidoso, passou pelas seleções de base da Argentina e ficou no River Plate até 2015, quando pediu para Marcelo Galhardo o liberar, mas apenas saiu pela dispensa por indisciplina. 

Jogou ainda por Hellas Verona, Dallas FC, Tigre, Atlético Tucumãn e tinha acabado de trocar o Godoy Cruz pela Quarta Divisão italiana para defender o Albalonga.

Fonte: Estadão Conteúdo

Imprimir