Cidadeverde.com
Política

Autoridades se reúnem para elaborar carta que será entregue para próximo governador do Piauí

Imprimir
  • 2er213e.jpg Gabriel Paulino
  • wdq232.jpg Gabriel Paulino
  • regina_sousa_de_gabriel_paulino.jpg Gabriel Paulino
  • 3re32r.jpg Gabriel Paulino
  • rejane_tavares_foto_gabriel_piauilino_Ca.jpg Gabriel Paulino
  • 1223kno3l.jpg Gabriel Paulino
  • efd32f.jpg Gabriel Paulino
  • d3ef32r.jpg Gabriel Paulino
  • 3d34r344.jpg Gabriel Paulino

Representantes de várias entidades se reuniram na manhã desta terça-feira (23) para elaborar uma carta com metas de desenvolvimento econômico, que será entregue para o próximo governador eleito. A abertura do evento contou com a presença da governadora Regina Sousa (PT), prefeitos e movimentos sociais. 

Na prática, o grupo vai elaborar um texto elencando quais são as áreas que esperam o foco do governador eleito. O documento deverá ser entregue por Regina Sousa em um ato simbólico no ato da posse. 

Regina Sousa destacou que o governo do estado observa com preocupação o impacto financeiro que terá a redução da arrecadação do estado, causada pela lei federal que fixou um teto de 18% para as alíquotas do ICMS. A governadora destacou o papel do planejamento e disse que o documento servirá como um norteador para a elaboração do orçamento de 2023. 

“No final sairá documentos norteadores, servirá como base tanto para o orçamento, quanto para o PPA. Agora, é o cálculo da questão do ICMS, conseguimos a conquista na justiça que compensará. A prioridade será a folha de pagamento e vamos trabalhar, estamos sempre nos reunindo para ver como fazer remanejamento e como adequamos o que vamos arrecadar. Não tem outro jeito, é exercício matemático. É sempre na projeção toda semana”, afirmou. 

A secretaria de Planejamento Rejane Tavares esteve no evento e destacou que as metas estabelecidas na carta vão ser usadas também como fundamentação para a elaboração do Plano Plurianual de 2023 a 2027. 

Segundo a secretária, as áreas escolhidas para serem o centro da discussão foram aqueles mais atingidos economicamente pelos efeitos da pandemia. O objetivo é desenvolver as áreas com sustentabilidade e integração. 

“Estamos trabalhando muito a questão de emprego e renda, o fortalecimento das cadeias produtivas da agricultura familiar, o fortalecimento de setores estratégicos como a questão das energias renováveis, turismo e as dinâmicas de possibilidade de desenvolvimento e crescimento no Piauí”, disse. 

O encontro reúne membros da Cooperativa de Trabalho de Prestação de Serviços para o Desenvolvimento Rural da Agricultura Familiar (Cootapi), Federação dos Trabalhadores Rurais Agricultores e Agricultoras Familiares do Estado do Piauí (Fetag), Movimento dos Atingidos por Barragens (MAB) e Movimento dos Pequenos Agricultores (MPA).

O encontro acontece até o dia 25 de agosto com participação: do economista e doutor em Economia Aplicada, Aristides Monteiro; do economista e doutor em Ciência Econômica, Márcio Pochmann; do advogado e doutor em Direito Nelson Nery; professor e doutor em História Valério Rosa, entre outros.


Paula Sampaio 
[email protected]

Imprimir