Cidadeverde.com
Política

Em debate, Sílvio Mendes afirma ser contra a privatização da saúde no Piauí

Imprimir

Foto: Divulgação

Na noite da quinta-feira (1°), o candidato a governador pelo União Brasil, Sílvio Mendes, participou de um debate promovido pelo Sindicato dos Médicos do Piauí (Simepi). Durante a série de perguntas feitas por médicos e servidores da área da saúde, o candidato expôs sobre suas propostas para o setor.

Durante debate, Sílvio Mendes defendeu a não privatização da saúde pública e aposta na telemedicina para tornar mais acessível o atendimento da população no interior. 

“No nosso governo não privatizaremos e nem terceirizaremos qualquer setor, pois enxergo isso como uma forma de fugir da responsabilidade da gestão pública e jamais fugiria da minha responsabilidade como gestor. E assumo o compromisso de expandir a rede de telemedicina para atender as pessoas no interior, portanto, investiremos na área e na valorização dos profissionais de saúde”, garantiu o candidato.

Sílvio Mendes teceu críticas a atual gestão e disse que sua administração realizará a descentralização do sistema público de saúde em todo o estado. 

“Nos últimos 20 anos o governo do estado virou as costas para a saúde pública, é preciso mudar isso. Então, o que se fazer para dar uma assistência digna às pessoas? Descentralizar o sistema é a resposta. Criar hospitais nas pequenas, médias e grandes cidades conforme suas necessidades. A saúde se apoia em três colunas: gestão, recursos humanos e dinheiro”, disse Sílvio Mendes.


Paula Sampaio (com informações da ascom)
[email protected] 

Imprimir