Cidadeverde.com
Esporte

Hungria vence e se aproxima de vaga na Nations; Alemanha é eliminada

Imprimir

A Hungria venceu a Alemanha por 1 a 0, na tarde desta sexta-feira (23), em partida válida pela quinta rodada da fase de grupos da Liga das Nações. O placar foi construído com um gol Ádám Szalai, ainda na primeira etapa.

Com esse resultado, os comandados de Marco Rossi seguem isolados na liderança do Grupo 3 e perto de se classificar para as semifinais. No 'grupo da morte', com Alemanha, Itália e Inglaterra, a Hungria consegue ter a melhor campanha. Do outro lado, a os alemães não têm mais chances de se classificar.

Já no outro confronto do grupo, a Itália venceu a Inglaterra e acabou rebaixando os ingleses para a segunda divisão da Nations League.

Além disso, a definição da seleção classificada para a próxima fase da competição será apenas na última rodada, no confronto direto entre Hungria e Itália.

Os alemães voltam a campo para enfrentar a Inglaterra na segunda-feira (26), às 15h45 (de Brasília), pela última rodada da fase de grupos da Liga das Nações. Já os Húngaros encaram a Itália, no mesmo dia e horário.

Os primeiros minutos do confronto foram de equilíbrio. Apesar disso, a Hungria não desperdiçou a sua primeira chance no jogo. Após a cobrança de escanteio na primeira trave, Ádám Szalai desviou a bola de calcanhar e ela morreu no canto oposto de Ter Stegen, encobrindo o goleiro.

O camisa 9 húngaro, de 34 anos, está se despedindo da seleção. Sua última partida vestindo a camisa da Hungria será diante de sua torcida, na próxima segunda-feira (26), contra a Itália. Ao todo, ele soma 85 jogos e 26 gols.

Depois do gol da Hungria, a partida passou a ficar mais equilibrada. Os alemães apostaram na posse de bola para tentar se infiltrar na defesa adversária e criar mais oportunidades. 

Já os húngaros passaram a jogar atrás da linha da bola, dificultando a vida da Alemanha, e colocaram sua velocidade nos contra-ataques.

Já na segunda etapa, a Alemanha passou a ser mais ofensiva e buscar ainda mais o gol. Na sua melhor chance do jogo até então, os alemães construíram bela jogada, que terminou com a finalização de Sané, mas Gulácsi fez boa defesa com o pé.

Logo na sequência, Hoffman recebeu um lançamento de Gündogan e arrumou para Müller mandar para o fundo da rede. Rapidamente a arbitragem sinalizou o impedimento do camisa 18 e anulou o gol.

Com a chegada da reta final, o confronto se desenhou em um jogo de ataque contra defesa. Os alemães colocaram todas suas fichas em tentar o empate em casa, buscando de todas as formas passar pela defesa adversária, mas sem sucesso.

Apesar de recuados e segurando o resultado, os contra-ataques húngaros seguiram perigosos.

Fonte: UOL/FOLHAPRESS

Imprimir