Cidadeverde.com
Política

“Prefiro perder do que fazer qualquer negócio”, afirma Silvio Mendes

Imprimir

Foto: Paula Sampaio

O candidato Silvio Mendes (União Brasil) criticou nesta terça-feira (28) as recentes pesquisas divulgadas por institutos que analisam os cenários da eleição no Piauí. A declaração foi dada ao ser questionado sobre o uso “voto útil”, uma vez que pelo menos sete dos nove candidatos na disputa tem pontuado igual ou menos de 1% nos últimos levantamentos divulgados. 

Para o candidato, as pesquisas influenciam o eleitor que ainda não está convicto da escolha do candidato, mas não representam o verdadeiro cenário. Ele seguiu dizendo que prefere perder a disputa do que “fazer qualquer negócio”. 

“Essa questão do voto útil é muito pessoal. É cultura nossa querer não perder. Às vezes, eu prefiro perder do que fazer qualquer negócio. A minha palavra é a mesma, o compromisso é o mesmo, a crença é a mesma. Essa pesquisas manipuladas, de institutos contratados pelo Proaja, influenciam. Cada um uso e nós não. Eu quero saber na minha campanha o que está certo ou errado, que ajuste tem que ser feito. As vezes dá certo. Qual o tamanho de gente que acredita? Não sei. Mas vamos ver o que o futuro reserva”, declarou. 

Ainda questionado se estaria aberto a receber ainda no primeiro turno o apoio de candidatos que apresentam convergências de propostas, como o Coronel Diego Melo (PL) e Gessy Lula (PSC), Silvio Mendes disse que estará com o “coração aberto” até às 17h do próximo domingo (02). 

“Até o dia 02, às 17h, eu estou aberto, com o coração bem grande para quem quer um Piauí diferente”, disse. 

Nesta manhã, o ex-prefeito de Teresina realizou uma caminhada no bairro Santa Fé, na zona Sul, ao lado do candidato Joel Rodrigues (Progressistas) e do vereador Ismael Silva (PSD). 

 

Paula Sampaio 
[email protected]

Imprimir