Cidadeverde.com
Política

“Uma semana eleita e a esquerda já quer me cassar”, diz Damares

Imprimir

 

A senadora eleita pelo Distrito Federal, Damares Alves (Republicanos) afirmou nesta sexta-feira (14) em Teresina que “não mentiu” após ser alvo de denúncia-crime sobre violência sexual contra criança no Pará. 

“Há uma semana estou eleita e a esquerda já quer me cassar, porque eu denunciei o tráfico de crianças no Brasil. Vou dizer uma coisa: eu não mentir e Bolsonaro mandou um recado, nós vamos enfrentar o tráfico de crianças no Brasil”, disse Damares sem apresentar nenhuma prova, durante evento realizado no buffet Elite Eventos com a presença da primeira-dama Michelle Bolsonaro. 

Damares garantiu que será uma defensora do Piauí e que foi eleita senadora com ajuda de Ciro Nogueira, ministro da Casa Civil.

“Eu sou senadora por causa daquele homem ali”, disse e aponta para o Ciro Nogueira. 

Ela explicou que o evento é um movimento de mulheres em favor de Bolsonaro.

“Aquele ex-presidiário inventou que as mulheres do Piauí não respeitam e não admiram o Bolsonaro. Vamos agora para essa guerra de narrativa e vamos falar a verdade”.

Segundo Damares, Bolsonaro quer transformar o Brasil no melhor lugar do mundo para quem nasce mulher. 

“Nunca teve um presidente que protegesse tantos as crianças”, disse.

Ela divulgou um dado de quando assumiu o Ministério, segundo dados da Unicef eram assassinados 32 crianças e adolescentes por dia. 

Segundo Damares, relatório do Dasus da semana passada, o número de mortes violentas de crianças, em três anos e meio, caiu 53%

“Estamos fazendo a maior guerra contra pedófilos no Brasil e já vou mandar um recado para os pedófilos do Piauí: Nós vamos pegar todos vocês”, disse Damares.

 

Flash Yala Sena
[email protected]  

Imprimir