Cidadeverde.com
Esporte

Internacional vence Botafogo fora e reduz diferença para Palmeiras para 8 pontos

Imprimir

O Internacional segue vivo na briga pelo título do Campeonato Brasileiro. O time gaúcho chegou a 11 jogos de invencibilidade ao derrotar o Botafogo por 1 a 0, na noite deste domingo, no Engenhão, pela 32ª rodada, e diminuiu para oito pontos a diferença para o líder Palmeiras, que mais cedo ficou no 0 a 0 com o São Paulo.

Foto - Ricardo Duarte - Internacional

O time comandado pelo técnico Mano Menezes chegou aos 60 pontos, na segunda posição, contra 68 do Palmeiras. A vaga na próxima edição da Copa Libertadores já está encaminhada.

O mesmo não se pode dizer do Botafogo, que caiu para o décimo lugar, com 43, ainda sonhando com o torneio continental.

O foco do Inter, no entanto, é no título. O time gaúcho tem ainda seis rodadas para tirar oito pontos de vantagem do líder.

Na última rodada, fará um confronto direto com o próprio Palmeiras, no Beira-Rio. A boa fase faz os torcedores acreditarem na possibilidade de levantar a taça de campeão nacional.

O Inter entrou em campo sabendo do tropeço do Palmeiras, mas não quis se arriscar no primeiro tempo. O Botafogo foi ligeiramente melhor, só que esqueceu de calibrar o pé. Aos 11 minutos, Eduardo aproveitou a falha de Bustos, avançou e mandou à esquerda do goleiro Keiller.

O jogo era intenso, mas com poucas chances claras. O Inter explorou a velocidade de Carlos de Pena e Wanderson, enquanto o Botafogo apostou nos arremates de longe, principalmente com Tiquinho Soares. Os destaques, no entanto, foram as defesas, eficientes durante os 45 minutos iniciais.

O ritmo do segundo tempo caiu. O Botafogo se acomodou com o resultado e deixou o Inter crescer, um erro devido à boa fase do clube gaúcho na competição.

O bom momento foi comprovado com as mudanças de Mano Menezes. Aos 21, Braian Romero, que havia acabado de entrar, aproveitou a sobra, após a tentativa de Edenilson, e mandou para o fundo das redes.

Além da estrela de Braian Romero, chamou a atenção o ímpeto de Taison. O meia entrou chamando a responsabilidade e apostando em jogadas individuais.

O jogador parece estar ganhando confiança sob o comando de Mano Menezes, podendo ser muito importantes nas últimas rodadas do Brasileirão.

Melhor em campo, o Inter não deixou o Botafogo jogar. As substituições de Luís Castro não deram o efeito desejado, o que fez com que o time carioca fosse facilmente dominado. A única oportunidade de empatar saiu dos pés de Jeffinho, mas Keiller defendeu.

O Botafogo volta a campo no domingo, às 16h, no clássico com o Fluminense, no Maracanã, no Rio de Janeiro. No mesmo dia, às 18h, o Inter visita o Coritiba, no Couto Pereira, em Curitiba.

Fonte: Estadão Conteúdo

Imprimir