Cidadeverde.com
Vida Saudável

Canetas laser podem causar queimaduras nos olhos e até perda da visão

Imprimir

 

Foto: Freepik



É comum o uso de canetas ou ponteiras de raios laser em salas de aula, palestras e apresentações. Elas auxiliam nos métodos de ensino, principalmente em grandes espaços. Mas, esse simples objeto pode causar sérios problemas. Recentemente, o Aeroporto de Teresina registrou casos de interferência contra a cabine de comando, o que pode ocasionar acidentes. Além disso, o uso desse tipo de laser contra os olhos pode provocar queimaduras e até perda de visão.

As canetas lasers são de fácil acesso e podem parecer inofensivas. São brilhosas e coloridas, se tornando atrativas para crianças e adolescentes. Por isso, os pais precisam ficar atentos, para que uma simples brincadeira não gere grandes transtornos.

“Os raios de laser, se direcionados diretamente ao olho, podem causar lesões semelhantes a queimaduras na região mais central da visão. E os danos irão depender da potência e tempo de exposição”, ressalta o oftalmologista César Vilar. 

Nem sempre os sintomas podem ser percebidos inicialmente. Por isso, o oftalmologista reforça que, em casos de ocorrências com esse tipo de objeto é importante procurar o especialista. “Os danos provocados por laser são variados e o tratamento, quando necessário, vai depender de cada caso. Mesmo na ausência de sintomas é essencial agendar consultas regulares com um profissional para uma avaliação”, pontua o médico.

O especialista destaca ainda que o dano dos raios lasers são semelhantes à luz do sol. 
“Em Teresina, principalmente nessa época de BR-O-Bró, a luz solar é intensa. Diante disso também é preciso ter cuidado. Não apenas os lasers podem ser prejudiciais à visão. A luz do sol, por exemplo, se observada diretamente por longos períodos, mesmo com proteção, também pode causar lesões equivalentes às provocadas pelas ponteiras de raios laser. Todo cuidado é fundamental para evitar danos que podem levar a perda de parte da visão”, alerta César Vilar.

 

Da Redação
[email protected]

Imprimir