Cidadeverde.com
Esporte

Com Atlético-PR, piauiense Matheus Felipe busca título da Taça Libertadores

Imprimir

A ânsia do torcedor do Flamengo e do Atlético-PR por este sábado (29) é algo inegável. A grande final da Libertadores que acontece às 17h, em Guayaquil, no Equador vem mobilizando torcedores em todo o Brasil e o estado do Piauí terá um representante em campo, o zagueiro Matheus Felipe, peça fundamental no sistema defensivo do técnico Felipe Scolari, do Atlético-PR. A transmissão dessa grande final você torcedor poderá acompanha na tela da TV Cidade Verde – SBT a partir das 16h, com narração do Téo José. 

Aos 23 anos, Matheus Felipe já tem uma final de Libertadores no currículo e durante os 90 minutos da decisão em jogo único ele quer conseguir ir contra os favoritismos e junto aos seus companheiros sair do Equador campeão da liberta. 

“Eu sei que em Teresina boa parte do torcedor é Flamenguista, mas aqueles que não são eu peço que torçam pelo Atlético-PR, torçam por mim. E claro que mandar um abraço para minha mãe Dona Socorro e meu pai Edilson, pois eles estão em Teresina torcendo por mim e por meus companheiros, sem eles eu não estaria aqui e sou muito grato por tudo que eles fizeram e fazem por mim e que Deus siga abençoando os dois e nos abençoe no sábado que eu consiga ser campeão da Libertadores e levar esse título para eles dois e especialmente para o Nordeste”, declarou o zagueiro, Matheus Felipe. 

Matheus é um dos nomes que saiu do estado bem jovem e construiu toda sua carreira fora do estado, passando em solo piauiense apenas por escolinha. A base foi feita no Mirassol e no ano passado foi destaque no CSA-AL disputando a Série B do Brasileiro e foi contratado pelo Atlético-PR onde se firmou entre os titulares e caiu nas graças do técnico Felipão. 

Foto: Divulgação/Athletico

O zagueiro terá a chance de igualar o feito do piauiense Renê, lateral que hoje está no Internacional, mas tem uma Taça Libertadores no currículo com o Flamengo. O jogo entre Flamengo x Atlético-PR acontece neste sábado (29), às 17h, no estádio Monumental, no Equador. 

 

 

Pâmella Maranhão 
[email protected]

Imprimir