Cidadeverde.com
Esporte

Arrascaeta faz dois, mas placar é insuficiente para levar o Uruguai às oitavas

Imprimir

Foto: DiaEsportivo/Folhapress

A história se repetiu. Gana teve um pênalti no começo da partida e o desperdiçou, mudando toda a história do jogo. Dessa vez, ao contrário de 12 anos atrás, não foi a trave quem salvou, mas sim o goleiro Sergio Rochet. O nome do jogo, ainda assim, foi Arrascaeta, que fez dois gols. Foi insuficiente para avançar de fase nesta Copa do Mundo, já que a Coreia do Sul venceu Portugal.

Arrascaeta foi nome pedido para começar a partida e assim as coisas se desenharam. Camisa 10, ele mostrou sua importância aos 25, aproveitando para completar para o gol de cabeça após um chute de Suárez, e aos 31, acertando uma bonita finalização de perna direita de fora da área.

O problema é que, na outra partida, a Coreia do Sul conseguiu o gol da vitória nos últimos instantes da partida. O Uruguai precisava fazer mais um gol para se classificar, mas não conseguiu chegar a ele. A redenção tão esperada para os jogadores de Gana não chegou, tampouco a glória se repetiu para os uruguaios.

Na pressão, o Uruguai subiu todo o time para o ataque, enquanto Gana tentava aproveitar um contra-ataque para ainda sonhar com a classificação. Ati-Zigi, goleiro de Gana, ainda salvou um bom chute de Gómez de fora da área. Rochet, do Uruguai, também teve de trabalhar após uma bomba de Sulemana.

A seleção sul-americana termina a fase de grupos em 3º, enquanto os africanos ficam em 4º. Portugal se classificou em primeiro, seguido pela Coreia do Sul. Portugal e Coreia agora aguardam o resultado do Grupo G, que será definido às 16h. No momento, o Brasil é o líder, enquanto a Suíça é a segunda.

Fonte: Folhapress (JOSUÉ SEIXAS)

Imprimir