Cidadeverde.com
Política

"Olhem para Teresina", diz Dr. Pessoa em apelo para vereadores aprovarem orçamento

Imprimir

Foto: Renato Andrade/ Cidade Verde

O prefeito de Teresina, Dr. Pessoa (Republicanos), afirmou nesta quinta-feira (08) que espera que os vereadores da capital "olhem para Teresina" e não para “mimimi” ao realizarem a votação do Orçamento para o exercício de 2023. 

“Eu espero que todos olhem por Teresina, não olhem para o prefeito, não, até porque o prefeito já está na terceira idade. A Câmara é formada por pessoas qualificadas e preparadas e tenho a certeza de quem não vão olhar para coisinhas, mimimi, vão olhar por Teresina”, disse. 

Em entrevista, Dr. Pessoa contou ter delegado a função de organizar a proposta orçamentária aos técnicos da gestão, sob a coordenação inicialmente do secretário de Planejamento João Henrique (MDB) e depois do secretário de Governo André Lopes e do presidente da Empresa Teresinense de Desenvolvimento, João Pessoa, o Pessoinha (Republicanos). 

“Eu vi inicialmente, mas quem tomou conta dessa rédea foram os técnicos. O ministro João Henrique saiu à viagem, não gostei, mas o André Lopes é bem preparado para conduzir, o Pessoinha aqui também na parte do conhecimento jurídico”, acrescentou. 

O prefeito voltou a destacar a importância da harmonia entre os poderes na capital. O prefeito ainda acrescentou que orçamento pode ser remanejado e que as demandas dos vereadores serão atendidas, nem que seja parcialmente. 

“Se os vereadores tirarem de determinado lugar, consequentemente, vamos trabalhar. As vezes há um lacuna do vereador pedir e dizer que queria avançar muito nesse quesito aqui, mas, você mesmo pode remanejar e não podem atender totalmente, pode ser parcialmente. Queremos andar na harmonia. Não é o prefeito não, é por Teresina”, declarou.

O prefeito esteve nesta manhã na sede do Ministério Público do Piauí (MPPI) acompanhado do filho, João Duarte. Na reunião, foi assinado um acordo de cooperação técnica entre o MPPI e a Eturb para ações de regularização fundiária e combate à grilagem. 

FMS

Dr. Pessoa também comentou sobre diálogo que manteve com o atual diretor do Hospital Universitário (HUUFPI), Paulo Marcio. O prefeito disse conversou com Paulo Marcio sobre a possibilidade dele assumir a Fundação Municipal de Saúde (FMS). Mas, negou ter feito um convite direto. 

Ele também acrescentou que, até o momento, não recebeu um pedido oficial de exoneração por parte de Gilberto Albuquerque, atual presidente da FMS. 

“O Dr. Gliberto disse na televisão que tinha pedido a exoneração, mas não tinha. Aí eu conversei com o Dr. Paulo Marcio. Em um primeiro momento ele disse que que iriamos conversar 48h depois. Ontem ele foi na prefeitura e disse que as conversações que estavam acontecendo, as lagrimas do reitor correram para ele [Paulo Marcio] não sair e tudo isso, nas palavras dele [...] Então, ele disse que devido a essa ponderações do reitor da UFPI, não vamos prosseguir com as conversações. Portanto, não teve prego batido e ponta virada”, declarou. 

 

Paula Sampaio
[email protected]

Imprimir