Cidadeverde.com
Geral

Justiça reduz pena de empresário condenado por ferir namorada e matar a amiga

Imprimir

Foto: Ascom/TJ

A justiça reduziu para 15 anos a pena do empresário Pablo Henrique Campos Santos condenado por ter atropelado e matado a enfermeira Vanessa Carvalho e ferido a então namorada, Anuxa Alencar. Em agosto deste ano, o réu foi condenado a 21 anos de prisão. A decisão é do juiz Antônio Nollêto, da 1ª Vara do Tribunal Popular do Júri da Comarca de Teresina.

O magistrado acolheu parcialmente a embargos de declaração da defesa, que alegou contradição na fixação da pena, além de omissão na 2ª fase de dosimetria da pena em relação aos dois crimes pelos quais foi condenado, pela não aplicação da circunstância atenuante consistente na confissão espontânea, e omissão na 3ª fase de dosimetria da pena, quanto ao delito praticado contra Anuxa, pela não aplicação da causa de diminuição da pena resultante da tentativa.

Já o Ministério Público alegou a ocorrência de erro material na dosimetria da pena, em relação ao crime praticado contra Anuxa, e requereu a fixação da pena definitiva em 18 anos e 08 meses de reclusão, mantendo-se a pena fixada quanto ao crime praticado contra a vítima Vanessa Maria Chaves Carvalho. 

Pablo, que havia sido condenado a 11 anos de reclusão pela morte de Vanessa Carvalho e a 10 anos e oito meses pela tentativa de feminicídio contra Anuxa Alencar, teve a pena reduzida para 7 anos em relação à vítima Anuxa e 8 anos de reclusão quanto à vítima Vanessa, totalizando 15 anos.

O empresário deve cumprir a pena em regime inicial fechado. A família de Vanessa disse que vai entrar com recurso contra a decisão do juiz.

O crime

O crime ocorreu no dia 29 de setembro de 2019. Segundo a denúncia, eles estavam em uma festa, quando ocorreu uma discussão entre Anuxa e o namorado Pablo Campos. Ele saiu do local, e foi para o carro.

Foto: Reprodução Facebook Vanessa Carvalho

Quando Anuxa saiu do local com a amiga Vanessa Carvalho, de 27 anos, Pablo Campos pegou o carro e atropelou as duas. Vanessa não resistiu aos ferimentos e morreu. Já Anuxa foi encaminhada ao hospital em estado grave, e conseguiu sobreviver

Pablo Campos foi preso em casa horas após o atropelamento. 

Hérlon Moraes
[email protected]

Imprimir