Cidadeverde.com
Últimas

Após desistência, Picos sinaliza interesse em ‘herdar’ vaga do Estadual, mas FFP zera chances

Imprimir

Ronaldo Rodrigues- Presidente SEP

A segunda-feira (26) foi marcada pela desistência do Ferroviário de disputar o Campeonato Piauiense 2023 devido à falta de recursos financeiros. Com isso, a competição passará a ter apenas sete clubes – Fluminense, Parnahyba, 4 de Julho, Altos, River, Comercial e Corisabbá. Porém ao longo da noite de ontem e começo do dia de hoje (27) a equipe do Picos, terceira colocada na Série B desse ano demonstrou interesse em assumir a vaga e assim a competição voltaria a ter oito clubes, porém a FFP descartou a possibilidade em especial pelo curto prazo até o início do Piauiense – a rodada de abertura acontece dia 7 e no 11 de janeiro a sequência.

Procurado pelo cidadeverde.com na noite de ontem (26) o presidente do Picos informou que teria uma conversa com Federação de Futebol do Piauí (FFP) hoje sobre o assunto para demonstrar interesse pela vaga em ‘aberto’ e chegou a citar que parte financeira poderia ser ajustada, o maior problema seria conseguir montar o elenco no curtíssimo prazo.  

Mas no começo da tarde desta terça-feira (27) atual presidente do Picos, Ronaldo Rodrigues, irmão do lateral Renê informou.

“A SEP conversou com a federação e entraram em um acordo de não participar. Por conta do tempo curto para protocolar, pela incerteza do término da Copa São Paulo (de Futebol Júnior) e porque a federação está em recesso. Era de grande interesse da SEP a participação, mas por estarmos no final do ano e disputando outra competição paralela a estreia do campeonato é muito distante, fica ruim até assumir a tabela do Ferroviário”, esclareceu. 

De cara o presidente da FFP, Robert Brown, lamentou o que aconteceu em especial por conta de que não teria como chamar o terceiro colocado na Segunda Divisão para assumir a vaga. “Faltam praticamente 15 dias apenas para começar a competição. Infelizmente até chamar o terceiro colocado é algo inviável”, frisou. 

Nas redes sociais, os torcedores da SEP se nutriram a possibilidade de entrar na principal competição do estado e até o próprio lateral do Internacional, o piauiense Renê, que atualmente é investidor da equipe do Picos demonstrou interesse em usar essa desistência do rival para colocar o time na primeira divisão novamente. O Picos foi rebaixado pela última vez na temporada 2021.  

COMO FICA? 

O Piauiense 2023 terá apenas os sete clubes. Seguirá com apenas três ao invés de quatro jogos por rodada e a cada rodada o clube que iria enfrentar o Ferroviário terá folga e vitória automática por W.O. Por exemplo, o River primeiro adversário não irá mais estrear no dia 11 de janeiro e entra em campo somente dia 14. 

Com sua desistência, o Ferrin está automaticamente rebaixado e ao invés de dois rebaixados entre os sete clubes teremos apenas mais um. De resto, a competição não muda de formato. Serão 14 rodadas e os clubes do G-4 da competição seguem na briga por título e vagas nacionais fazendo semifinal e final em jogos de ida e volta. 

 

 

Pâmella Maranhão 
[email protected]

Imprimir