Cidadeverde.com
Vida Saudável

5 dicas para economizar e começar 2023 com as finanças em dia

Imprimir


Foto: Arquivo/Cidadeverde.com

 

Ano novo chegando e na lista de resoluções sempre tem uma meta relacionada à vida financeira. Muita gente se pergunta como economizar dinheiro sem deixar de viver ou pagar contas, mas o que poucos sabem é que é possível economizar sem sofrer por isso.

Na maioria das vezes são os maus hábitos que distanciam as pessoas de conseguirem gerenciar bem o seu dinheiro.  A boa notícia é que, com algumas mudanças na rotina é possível ver uma luz no fim do túnel e conseguir ter uma vida financeira organizada. Confira as dicas para ajudar a poupar o seu dinheiro e alcançar seus objetivos.
 

1 - A pergunta é: por que economizar?

O primeiro passo é determinar por que você quer guardar dinheiro. O que vai te fazer feliz? Sim, é um raciocínio muito mais emocional do que racional. Pode ser algo do dia a dia ou a médio/longo prazo, mas é bom ter algo claro na cabeça para que sempre que decidir economizar não fique triste, e sim feliz, lembrando da sua prioridade. 

A chave do sucesso é tentar criar um objetivo específico, por mais difícil que ele seja. Você vai ter mais energia para querer guardar dinheiro entendendo qual é sua real motivação, criando metas que sejam claras e realistas. O objetivo ajuda a manter o foco, mesmo quando as finanças não estiverem no mundo ideal.


2 - Uma meta de curto prazo é diferente de uma a longo prazo

Agora que você já sabe por que você está guardando dinheiro, diferencie as metas de curto e as de longo prazo. Combinar metas de curto e longo prazo podem fazer com que planos mais desafiadores pareçam menos difíceis de serem alcançados.

Você provavelmente vai conseguir cumprir seus planos mais curtos, e isso pode fazer com que os mais longos pareçam mais fáceis de atingir. Antes de começar a colocar seu plano em prática, confirme se suas metas de curto e longo prazo são realistas. Não tem nada mais decepcionante que se fixar em um objetivo inatingível e utópico

 
3 - Monitore seus gastos

É importante saber exatamente quanto entra e sai de dinheiro todo mês da sua conta. O melhor é acompanhar suas entradas e saídas de dinheiro por um período de 30 dias, anotando todo e qualquer gasto em uma planilha, um papel ou em um aplicativo.


4 - Separe seus gastos fixos dos variáveis

Se por um lado os gastos fixos não apresentam muita margem de manobra para guardar dinheiro, os gastos variáveis podem ser mais flexíveis. Isso não quer dizer que você tem que parar de sair ou se divertir, e sim que ter uma rotina diferente com o dinheiro pode ajudar com essa missão de guardar um pouco mais de dinheiro. Uma dica para considerar em relação aos gastos variáveis é preparar suas refeições em casa em vez de comer fora, ou escolher por exemplo um dia na semana para não ter nenhum gasto variável.


5 - Planeje o orçamento do mês

Uma dica é usar o método 50/30/20 que sugere que você distribua seu dinheiro da seguinte maneira: 50% para gastos fixos, como aluguel e outros boletos; 30% para os gastos variáveis e 20% para guardar ou pagar alguma conta atrasada. Considere automatizar essa divisão de sua renda todo início de mês. Fazendo isso, você vai deixar só 30% da sua renda para gastar com o que quiser durante o mês, sem se preocupar se está deixando de economizar ou gastando demais.

 


Da Redação
[email protected]

Imprimir