Cidadeverde.com
Cidades

BR-343 registrou o maior número de acidentes no Piauí em 2022

Imprimir

Foto: divulgação PRF-PI

A Polícia Rodoviária Federal no Piauí (PRF-PI) divulgou, na tarde desta quinta-feira (05), um balanço referente ao ano de 2022 com os índices de acidentalidade e criminalidade nas rodovias federais piauienses. No Piauí, a rodovia que concentrou a maior quantidade de acidentes foi a BR-343 (441 acidentes) seguida da BR-316 (410 acidentes).

A BR-343 também figura como a rodovia com mais acidentes graves (173), seguida da BR-316 (166) e BR-135 (40). Já com relação ao número de mortos, as rodovias que mais registraram mortes foram, respectivamente,  BR-343 (42), BR-316 (34) e BR-135 (18).

Durante todo o ano, a PRF contabilizou 1.104 acidentes, sendo 458 de natureza grave, 1.244 feridos e 135 mortes. Se comparado ao ano de 2021, a quantidade de acidentes reduziu em 3,07%, porém a quantidade de feridos e mortos tiveram um leve acréscimo, de 1,55% e 3,85% respectivamente. 

Alguns indicadores de esforço e de resultados tiveram redução e outros um aumento, porém a efetividade do trabalho resultou em grandes apreensões e na redução da maioria dos índices de acidentalidade.

Esforços de Fiscalização

A quantidade de veículos e pessoas fiscalizadas em 2022 aumentou, foram 152.741 veículos fiscalizados e 171.409 pessoas fiscalizadas, um aumento de 130,43% e 121,14%, respectivamente. Foram lavrados 83.562 autos de infrações de norte a sul do estado.

Infrações de Trânsito

A PRF lavrou 10.891 autos de infração em condutores de motocicletas por não uso do capacete de segurança, 4.650 por Ultrapassagem em local proibido, 3.013 por Conduzir veículo ou transportar o passageiro sem o cinto de segurança e 750 por transportar criança sem o dispositivo de retenção adequado. Com relação à fiscalização de alcoolemia, foram realizados 86.076 Testes de alcoolemia, um aumento de 783% em relação aos testes do ano passado e lavrados 1.647 autos de infração, resultando em 288 pessoas presas por este motivo. As principais infrações de trânsito flagradas pelos policiais ainda são as que tem maior gravidade e podem resultar em acidentes graves.

Com relação à fiscalização de veículos de carga, a PRF realizou diversas operações de combate ao excesso de peso resultando na lavratura de 272 autos de infração e retirando 3.042,558 três toneladas de excesso que estavam sendo transportadas em veículos de carga no Piauí.

A PRF efetuou o recolhimento de 7.686 veículos que estavam sem condições de trafegabilidade ou que estavam com problemas na documentação.

Além disso, realizamos diversas ações educativas durante 2022, tendo em vista uma maior conscientização da sociedade para um trânsito mais seguro. Essas ações resultaram na sensibilização de 47.820 pessoas, um aumento de 645% em relação ao ano passado.

Combate ao Crime

A PRF também esteve presente em relação às ações de repressão ao crime. Ao todo, foram 1452 pessoas presas pelo cometimento de diversos crimes. Com relação ao combate ao tráfico de drogas, Foram 65 pessoas presas por esse crime resultando na apreensão de 1.646,96 kg de maconha, 1.003,2 kg de cocaína, 30,34 kg de crack e 5.962 unidades de anfetaminas. O diferencial esse ano foi a qualidade e quantidade da droga apreendida, principalmente por se tratar, na sua maioria, de cloridrato de cocaína, pasta base e skunk que são drogas de alto teor de pureza. Por ter um alto valor, a PRF gerou um prejuízo ao tráfico de drogas em um valor de mais de R$ 183.000.000,00.

Com relação ao crime de contrabando, a PRF prendeu 6 pessoas pelo cometimento desse tipo criminal e apreendeu 1.535.545 maços de cigarros. A instituição realizou em 2022 a apreensão de 66 armas de fogo de diversos calibres e 875 unidades de munições.

Sobre o trabalho de combate às fraudes veiculares, foram 355 veículos recuperados, superando em 11,99% a quantidade realizada em 2021 e 202 veículos que estavam adulterados, superando em 31,17% a quantidade de veículos em 2021.

A PRF no Piauí analisa que esses índices positivos representam o esforço e a dedicação de cada policial norteado pelos valores da instituição.

 

Da Redação
[email protected]

Imprimir