Cidadeverde.com
Vida Saudável

Saiba quais as diferenças entre ciclo, fluxo menstrual e as fases ovarianas

Imprimir

 

Foto: Freepik

 

O ciclo menstrual ocorre em mulheres em idade fértil e corresponde ao período em que ocorrem alterações fisiológicas no útero para a liberação do óvulo, que pode ser fecundado mediante relação sexual ou técnicas reprodutivas. A duração regular do ciclo tem, em média, 28 dias, embora, intervalos entre 25 e 35 dias também possam ser considerados normais. Porém, quando os períodos são menores que 25 ou maiores que 35 dias, geralmente, é sinal de que a mulher não está ovulando, e um médico deve ser consultado.

Para entender como essas etapas ocorrem, é necessário conhecer alguns elementos do útero, como o endométrio. Espécie de “tecido” que reveste a parte interna do órgão e passa por diversas fases durante o ciclo menstrual. Quando não há fertilização, o endométrio descama e é expelido pelo corpo. Esse processo chamamos de fluxo menstrual, que dura de 3 a 7 dias, que é quando ocorre o sangramento.

Ao longo de todo o ciclo menstrual, o cérebro da mulher envia estímulos hormonais aos órgãos reprodutivos femininos. Algumas notam mudanças físicas, emocionais e comportamentais. Durante as diferentes etapas do ciclo menstrual, é possível observar alterações nos cabelos, na pele, nas fezes, na saúde mental e, até mesmo, nas relações sexuais. Sintomas como dores abdominais e enxaquecas também são comuns.

Ainda que não se observem essas mudanças, a mulher deve consultar um médico regularmente.


Conhecendo as fases do Ciclo do Endométrio

São três as principais fases que caracterizam o ciclo do endométrio/uterino:
 

- Fase secretora

Ocorre durante o período fértil, em que os hormônios progesterona e estrogênio preparam o endométrio com nutrientes, tornando o útero um ambiente mais favorável para a fixação e o sustento do embrião, caso ocorra a fecundação do óvulo. Essa é a etapa em que o endométrio está mais espesso.


- Fase menstrual

Quando nenhum embrião é implantado na parede uterina, ocorre uma queda na concentração do estrogênio e da progesterona. A queda desses hormônios causa a contração das artérias da parede uterina e a consequente escamação, que é eliminada em forma de menstruação.


- Fase proliferativa

É o momento onde a parede uterina (endométrio) está com a menor espessura, o que geralmente coincide com o fim da menstruação. É aí que o hormônio estradiol entra em ação, liberando células que começam a aumentar a espessura desse revestimento uterino novamente.

As três fases citadas são referentes ao ciclo do endométrio, ou ciclo uterino. Entretanto, também existem as etapas do ciclo ovariano. São elas:


- Fase folicular

É o período entre o primeiro dia da menstruação e a ovulação. Nessa fase, o estrogênio aumenta e, assim, o óvulo é preparado para ser liberado. A fase folicular geralmente dura entre 10 e 22 dias, mas pode variar entre as mulheres.


- Fase ovulatória

A ovulação ocorre cerca de duas semanas após o início da menstruação. Neste momento, o óvulo maduro é liberado e os níveis de estrogênio continuam aumentando, para que o corpo produza o hormônio luteinizante, responsável por selecionar o óvulo mais maduro e liberá-lo do ovário. Esse óvulo viaja pelas trompas até o útero, onde poderá ser fecundado.


- Fase lútea

É a fase entre a ovulação e antecede o começo da próxima menstruação. É quando o corpo se prepara para uma possível gravidez. Neste momento, a progesterona é produzida, alcança um nível alto e então abaixa. A fase lútea dura tipicamente 14 dias, mas entre 9 e 16 dias também é comum.

Todas essas etapas juntas compõem o ciclo menstrual ou ciclo reprodutivo feminino.

 

Fonte: Ministério da Saúde

Imprimir