Cidadeverde.com
Esporte

Seleção mantém o foco para evitar surpresa na final

Imprimir

Com a excelente campanha na Copa das Confederações, a seleção brasileira se diz focada no jogo contra os Estados Unidos para não entrar para os times que fizeram do torneio a “Copa das Zebras”. Depois das grandes atuações do Egito, a desclassificação da poderasa Itália na primeira fase e a eliminação da Espanha nas semi-finais, o Brasil prega respeito com o time norte-americano para não “vacilar” na partida decisiva.

Reuters
Daniel Alves foi o 'salvador' do Brasil contra a África do Sul, mas deve seguir no banco

Em coletiva no Sunnyside Park Hotel, onde a delegação brasileira está hospedada em Joanesburgo, os jogadores se mostraram concentrados para a grande decisisão “Agora é fazer uma boa partida e ser campeão. A Espanha era a grande favorita e saiu de uma maneira que ninguém esperava. Temos que estar atentos”, afirmou Luís Fabiano, que está gripado devido ao frio da cidade sul-africana mas que não deve ser dúvida para o jogo deste domingo.

Com quatro vitórias em quatro partidas, onze gols marcados e apenas três gols sofridos, o time brasileiro sabe que todos esses bons números alcançados até aqui vão por água abaixo caso não saia com o troféu na partida contra os Estados Unidos. “Temos que ter em mente a dificuldade que será o jogo, independente de quem será o adversário. Temos o jogo da Espanha como exemplo”, disse Gilberto Silva.

Um dos principais líderes da equipe ao lado do capitão Lúcio, o meio-campo comentou o fato de a seleção brasileira chegar à uma decisão com vários jogadores novos na equipe. “Não podemos perder o foco. A conversa com os mais novos é bem natural, não precisa falar que temos que ganhar o jogo. Apesar de novos no time, são jogadores que já passaram por momentos de pressão em seus clubes e que estarão prontos para o jogo”, revelou o Gilberto Silva.

Dentro desse grupo de jogadores que disputam o primeiro torneio com a camisa do Brasil está André Santos. “O técnico Dunga escolherá o melhor time para entrar em campo. Se eu for o escolhido farei o meu melhor para saírmos com o título que será muito importante para minha carreira”, afirmou o lateral, que expôs sua emoção de fazer parte do grupo brasileiro. “Sem dúvida esses foram os dias mais felizes da minha vida”.

A decisão da Copa das Confederações entre Brasil x Estados Unidos ocorre neste domingo às 20h30 local (15h30 de Brasília), no estádio Ellis Park, em Joanesburgo. A seleção brasileira deve entrar em campo com: Júlio César, Maicon, Lúcio, Luisão e André Santos; Gilberto Silva, Felipe Melo, Ramires e Kaká; Robinho e Luís Fabiano.


Fonte: IG

Tags:
Imprimir