Cidadeverde.com

Mais de 900 pessoas deixam suas casas em Santa Catarina após chuvas

Imprimir

A situação dos desalojados e desabrigados em Santa Catarina se intensificou após as chuvas deste final de semana, chegando a 925 pessoas.

São 271 em abrigos públicos e 654 em casas de parentes ou amigos. Só o município de Rio do Sul possui 483 desabrigados, enquanto outras oito cidades também têm pessoas fora de suas casas, são elas: Blumenau, Presidente Getúlio, Taió, Pouso Redondo, São João Batista, Lontras e Agronômica.

Oito cidades decretaram situação de emergência: Passo de Torres, Sombrio, São João do Sul, Balneário Gaivota, Jacinto Machado, Maracujá, Araranguá e Rio do Sul.
24 municípios registraram ocorrências relacionadas a temporais. Desde a última quinta-feira (16), a Defesa Civil alerta para chuvas persistentes e volumosas em diversas regiões do estado, com risco de alagamentos, enxurradas, enchentes, deslizamentos e inundações.

Vítimas das chuvas

Um homem está desaparecido em Bom Jardim da Serra. Um carro com três trabalhadores foi arrastado pelas águas quando tentavam atravessar a ponte do Rio das Contas. Dois deles saíram pela janela e se seguraram em um baú que se soltou da caminhonete. O terceiro foi arrastado e não foi mais visto, informou os bombeiros. 

Desde sábado (18), 28 pessoas foram resgatadas em Rio do Sul. Elas tiveram suas casas atingidas pela elevação do nível da água, e uma delas precisou ser levada ao hospital. 
Um homem de 59 anos e seu carro caíram no rio Itajaí-Açu. Ele foi encontrado às margens do rio, em Agronômica, e foi levado para uma unidade hospitalar. 

Até a última atualização, Santa Catarina tinha uma morte em decorrência de recentes chuvas. Um idoso de 61 anos morreu após ter o veículo arrastado no dia 2 de maio e foi encontrado no rio Capelinha. 

Você pode receber direto no seu WhatsApp as principais notícias do CidadeVerde.com
Siga nas redes sociais