Cidadeverde.com
Esporte

Sociedade Esportiva Tiradentes representará o Piauí

Imprimir

O presidente da FFP, Lula Ferreira, já tomou a decisão de inscrever a Sociedade Esportiva Tiradentes para a Copa do Brasil de Futebol Feminino de 2009. A entidade pretendia indicar o vencedor de uma disputa entre os campeões da Copa Piauiense da FUNDESPI e da Copa Batom da Semel. Acontece que as duas competições ainda estão em andamento e não terminarão antes do vencimento do prazo estabelecido pela CBF para ter os nomes de todas as equipes estaduais, a fim de fazer a tabela da competição.

Diante da situação, Lula Ferreira declarou ao portal Cidadeverde.com que a vaga piauiense será mesmo do Tiradentes. É uma decisão sensata porque o clube da PM é detentor da melhor estrutura. O Tiradentes já participou de duas edições da Copa do Brasil e é ganhador de todos os torneios e campeonatos realizados em Teresina. Como mantém as suas atletas em permanente atividade, fica claro que o time amafrelo é mesmo o mais credenciado para representar o Estado do Piauí na Copa do Brasil de Futebol Feminino.

No começo do próximo mês a CBF vai concluir a elaboração do regulamento e a tabela de jogos. A princípio, teremos o mesmo sistema da Copa do Brasil para o futebol masculino. Serão jogos de ida e volta, em caráter eliminatório. Assim, a preparação do time piauiense deverá começar imediatamente, inclusive formando a base financeira para a competição. Tudo indica que a CBF assumirá as despesas de vigens e hospedagens das delegações.

COPA PIAUÍ

A Federação de Futebol do Piauí pretende resolver com os clubes, o quanto antes, a realização ou não da Copa Piauí de 2009. Até agora não há manifestações de interesse dos clubes. A preocupação de todos é com a parte financeira, uma vez que as arrecadações seguramente serão insuficientes para a cobertura das despesas, em face das viagens de cidade para cidade.

A Copa de 2006 teve um bom resultado financeiro para River e Flamengo. Os dois rivais do futebol piauiense realizaram boas campanhas e chegaram juntos para a decisão do título, o que atraiu bons públicos ao Estádio Lindolfo Monteiro. E há outro aspecto importante a ser considerado : a Copa Piauí de 2006 abriu a temporada do futebol piauiense. Serviu para os clubes definirem os seus elencos para o Campeonato Piauiense do ano.

JAIR

Está em Teresina o ex-jogador de futebol Jair. Trata-se de um dos campeões de 1965 pelo Esporte Clube Flamengo, no famoso bicampeonato do sempre lembrado gol de Gringo.  O presidente era o dr. Jesus Elias Tajra e Jair atuava como ponteiro direito, vindo do futebol do Rio de Janeiro, ainda muíto jovem. O time do Flamengo que venceu o River na decisão do título de 1965, foi este :

- Cabalero; Maneca, Jonas, Ronaib e Matimtim; Luiz Francisco e Macalé; Jair, Mano (Gringo), Paulinho e Salvador.

O ataque rubro-negro era poderoso, composto por jogadores que estão entre os melhores que já atuaram no futebol piauiense.

A esposa de Jair é aqui de Teresina e o ex-jogador veio à capital piauiense visitar familiares e amigos. O nome de Jair está escrito na história do Esporte Clube Flamengo e logo na conquista de um dos mais importantes títulos já conquistados pela agremiaçãao rubro-negra.

REGULAMENTOS

O regulamento do Campeonato Piauiense de Profissionais produziu um fato que causou espanto nos meios esportivos. O Quatro de Julho de Piripiri decidiu os dois turnos do Campeonato. Foi vice-campeão nos dois, mas não foi o vice-campeão piauiense do ano, perdendo para a Sociedade Esportiva de Picos a vaga para a Copa do Brasil.

E agora no Campeonato Piauiense de Futebol Sub-18 o River realizou a melhor campanha. Chegou invicto à decisão do título, com 5 pontos à frente do Piauí Esporte Clube, mas não tinha nenhuma vantagem. O regulamento marcava prorrogação e até pênaltis para um possível desempate. Acabou dando Piauizão Vibrante na hora da decisão. E o tricolor, embora sendo o único time invicto do Campeonato, ficou com o vice-campeonato.

Mas, os regulamentos foram aprovados pelos clubes. E antes de começar a disputa, cada um faz planos que acabam falhando.

Dídimo de Castro
[email protected]

Tags:
Imprimir