Cidadeverde.com
Política

Dilma vai a 2 de cada 3 viagens de Lula pelo PAC

Imprimir
O presidente Luiz Inácio Lula da Silva levou a ministra Dilma Rousseff (Casa Civil) em dois terços das viagens que realizou tendo o Programa de Aceleração do Crescimento (PAC) como principal item da agenda entre o início do ano e o dia 19 deste mês, de acordo com levantamento feito com base em registros oficiais.
 

Das 75 viagens feitas por Lula no período, em 29 o presidente participou de cerimônias para o início de projetos ou vistoria de obras. Dilma esteve presente em 19 delas –65,5% do total da agenda de Lula dedicada ao PAC.

As viagens de Dilma ao lado de Lula vêm sendo criticadas pela oposição. E Lula reagiu a críticas na última semana. Em Natal, na quinta-feira (19), o presidente disse que é "justo" que sua ministra o acompanhe nas viagens e que ela tem mais direito de viajar do que "governadores que são candidatos a presidente" (saiba mais).

DEM, PSDB e PPS, porém, questionam no Tribunal Superior Eleitoral (TSE) as viagens do presidente e da ministra. Os partidos os acusam de propaganda eleitoral antecipada.

No período analisado pelo G1, Dilma fez pelo menos 62 viagens pelo Brasil, das quais 36 (58%) motivadas pelo PAC. Além das 19 “dobradinhas” com Lula, a ministra foi a outros 17 eventos do programa seguindo uma agenda própria.

Dilma é apontada como possível candidata do PT à sucessão de Lula, em 2010. Embora o presidente já tenha afirmado que a ministra é sua candidata, ela não diz explicitamente que disputará as eleições. O PAC, por sua vez, é o principal programa do governo federal.

Segundo balanço do comitê gestor do programa, em 2009 foram aplicados R$ 98,5 bilhões no PAC.
O presidente Lula e a ministra Dilma Rousseff em São Paulo, em outubro (Foto: Ricardo Stuckert/Presidência)

PAC nos estados

Rio de Janeiro e Pernambuco foram os estados em que mais Lula inaugurou obras do PAC: quatro vezes cada um. No Rio, Lula inaugurou escolas em Manguinhos, casas populares no Complexo do Alemão, apartamentos no Complexo Cantagalo/Pavão-Pavãozinho e visitou o terminal de regaseificação de gás natural da Baía de Guanabara. Em Pernambuco, o presidente vistouriou as obras da BR-101, inaugurou uma estação de metrô e um navio da Transpetro e visitou obras de revitalização do São Francisco.

Rio de Janeiro e Bahia foram os estados que Dilma mais visitou para compromissos ligados ao programa do governo. Nos dois estados, comandados por aliados do Planalto (Sérgio Cabral, do PMDB, no Rio, e Jaques Wagner, do PT, na Bahia), Dilma esteve cinco vezes cada. Ceará e Minas Gerais, com quatro visitas cada, vêm logo a seguir.

Em 2009, Lula viajou a 18 estados em que a programação contemplou ao menos uma vez o programa. Dilma por sua vez, esteve em pelo menos 16 estados para cumprir agenda ligada ao PAC.

Levantamento

O levantamento foi feito por meio dos sites da Presidência da República, que disponibiliza a agenda de Lula, e do Ministério da Casa Civil, que registra os compromissos oficias da ministra.

A reportagem contabilizou cada estado visitado por Lula e Dilma como uma viagem. Nas situações em que a visita foi a apenas um estado mas houve compromissos em dois dias, foram contabilizadas duas viagens.

No caso de Lula, não foram considerados os deslocamentos para São Bernardo do Campo, onde o presidente mantém sua residência e muitas vezes passa os finais de semana sem compromissos oficiais. Tampouco foram consideradas duas viagens de caráter mais pessoal –uma para o velório do deputado Adão Pretto (PT-RS) e outra para visitar o vice-presidente José Alencar, em São Paulo, que estava hospitalizado.

Já em relação a Dilma, a viagem ao velório de Adão Pretto também foi desprezada, assim como os dias em que ela despachou em São Paulo por conta do tratamento a que se submeteu contra o câncer.

 Fonte: G1

Tags:
Imprimir