Cidadeverde.com
Geral

Empresário é preso acusado de sequestro e extorquir falsário

Imprimir

A Comissão Investigativa do Crime Organizado (Cico), prendeu às 17h30 desta quarta (21) no bairro Distrito Industrial, zona sul de Teresina, mais um envolvido no caso da falsificação de dinheiro e sequestro do falsário Guerino Minervino.





O empresário Jevaci Costa Solano, vulgo Magal, era amigo de José Duarte, vítima do golpe de R$ 500 mil reais, e teria dado a conta de sua empresa para fosse depositado de volta. Magal também seria o terceiro homem que teria sequestrado Minervino, levado-o para um canavial e em seguida para um hotel na capital, na intenção de extorqui-lo.


“Esta era a prisão que faltava para encerrar o caso. Ele se diz funcionário do José Duarte, mas na verdade ele tem empresa de arroz a qual recebeu o depósito de um dos cheques de R$ 100 mil”, descreve o delegado Danilo Melo, da Cico.


Esta quantia é uma das cinco parcelas que a filha de Minervino teria pago para resgatar o pai. Os cheques foram depositados na conta de Perola Indústria e Comércio Beneficiamento de Arroz Ltda, que pertence à Magal.


“Não sabíamos quem era o funcionário, depois que conseguimos identificar, solicitamos a prisão à Justiça. Testemunhas e as próprias vítimas (Minervino) disseram que ele esteve no restaurante, levou pra região de canavial e esteve no hotel”, revela o delegado.





O acusado será ouvido nesta quinta na Cico. A polícia aguarda apenas este depoimento para encerrar o caso e encaminhá-lo à Justiça.


Matérias relacionadas:

›  
Cico prende outro empresário acusado no caso de extorsão
Foram soltos os policiais civis presos durante a operação sangue novo
› Carlão e Cleomar são soltos e proibidos de retornarem ao 1ºDP
› Empresário e filho são soltos após 14 dias na penitenciária Irmão Guido
› Policial do 1º DP preso pela Cico consegue liberdade na Justiça
› Juíza solta o acusado de golpe que denunciou policiais e empresários
› Após ser solto, Wendel Oliveira defenderá policial Carlão
› Advogado de policiais civis entra com pedido de habeas corpus
› Operação sangue novo: policiais civis e empresários passam por acareação
› Policiais estavam com seqüestrado antes da Cico prendê-lo
› Oito policiais serão ouvidos pela CICO na operação Sangue Novo
› Delegado diz que tem vídeos e provas contra policiais presos
› Operação Sangue Novo: Policiais e empresários são presos


Carlos Lustosa Filho
[email protected]

Imprimir