Cidadeverde.com
Entretenimento

Revista é acusada de clarear pele de atriz indiana, estrela da Bollywood

Imprimir

Na Índia, a edição de dezembro da revista Elle traz na capa a atriz Aishwarya Rai Bachchan. Apesar de ser uma estrela de Bollywood, muitos indianos podem não ter reconhecido a ex-Miss Mundo na foto. Isso porque, na foto publicada por Elle, a pele da atriz está tão pálida quanto a de alguém com origem europeia. Os fãs de Aishwarya notaram o uso excessivo de Photoshop e acusam a Elle de racismo. Por acaso a atriz tem de ser “clareada” para estar na capa da revista?


Os editores negam a alteração intencional. Compare e tire suas conclusões.


Os jornais indianos afirmam que a primeira reação de Aishwarya foi não acreditar que a revista pudesse ter alterado a cor de sua pele. Mas, se ficar comprovado que houve intenção de fazê-lo, ela não descarta processar a publicação.


Se decidir ir à Justiça contra Elle, a atriz indiana vai poder citar pelo menos um outro possível caso de racismo, desta vez na edição americana da revista. Na edição de setembro, a publicação foi acusada de clarear a pele da atriz Gabourey Sidibe, indicada ao Oscar de melhor atriz pelo ótimo Precious. Os editores dizem que trataram as fotos de Gabourey como as de qualquer outra modelo, mas o site Jezebel não perdoou e incluiu a capa entre as piores falhas de Photoshop de 2010.

 

 São raras as mulheres “não-brancas” na capa da maioria das revistas femininas. O que esses dois casos sugerem é que, quando elas aparecem na capa, “precisam” se encaixar nesse modelo “tradicional”, isto é, racista.


Indo além da cor da pele, pergunto-me quantas mulheres, atrizes, modelos, já deixaram de se reconhecer em fotos por causa do uso abusivo de Photoshop. Por que é tão difícil brigar por um modelo mais real de beleza?

 

Fonte: G1

Imprimir