Cidadeverde.com
Política

Senador Wellington Dias reclama de ministro por preço de hidrelétricas

Imprimir
"Fiquei zangado com o ministro. Não tem cabimento, o preço ficou muito baixo", foi o que afirmou o senador Wellington Dias (PT-PI) ao falar no Jornal do Piauí desta quinta-feira (22) sobre o leilão de hidrelétricas realizado nesta semana pela Agência Nacional de Energia Elétrica - Aneel. Não houve interesse pelas três usinas hidrelétricas previstas para o rio Parnaíba, entre o Piauí e o Maranhão. As usinas de Castelhano, Estreito Parnaíba e Cachoeira deverão ser recolocadas em novo leilão no próximo ano.

Fotos: Evelin Santos / Cidadeverde.com

As três hidrelétricas juntas somam 184 megawatts de potência instalada. A Aneel confirmou ao Cidadeverde.com que não houve impedimento do leilão por recurso judicial. A avaliação inicial da agência é de que os compradores tenham achado o preço de R$ 101 por MWh muito baixo. 


"O último leilão foi feito a mais de um ano atrás e foi comprada a energia por R$ 113 o megawatt. Dessa vez ele fixou um preço de R$ 101, R$ 102 por mega gerado. Eu fui e fiquei zangado com o ministro (Edison) Lobão, que é do nordeste. Deixamos que fosse fixado de última hora um processo muito baixo. É o Piauí, ministro, é o Maranhão é o Rio Parnaíba!" desabafou o senador.


Wellington acrescenta que no presente momento está sendo acertado junto ao ministério um valor compátível com a geração de energia do estado.

PPA (Plano Plurianual)

Durante a entrevista, Wellington Dias falou também a respeito da aprovação do PPA. "Este ano é um ano muito especial pois aprovaremos o PPA, aquilo que não estiver no plano, não será prioridade", acrescentou o senador.


Lembrando do seu período no governo do estado, Wellington Dias falou das dificuldades que teve de realizar obras que não estavam previstas no plano, mas reafirmou a importância do PPA para o desenvolvimento do Piauí.

"Estamos trabalhando com o plano elaborado em 2007 e trabalharemos com as 19 prioridades aprovadas no plano até 2015. Um novo aeroporto, hospital materno-infantil, entre várias outras obras teremos condições de realizar", concluiu.


O ex-governador parabenizou ainda o trabalho da bancada piauiense, reforçando que as divergências partidárias locais, não influenciam no trabalho realizado no Congresso Nacional.

Governo Dilma
A gestão da atual presidenta Dilma Roussef, também foi bastante elogiado pelo senador. "É outra presidenta! Ela apresentou novos programas não apresentados por Lula, além de trazer incrementos aos projetos já existentes", afirmou.


Além dos elogios, Wellingon Dias falou a respeito de uma parceria que o Piauí está tentando firmar com o Governo Federal." Nosso objetivo é oferecer um ciclo completo de educação em todo o estado, do pré-escolar a pós-graduação.

Câncer de Lula

Ao fim da entrevista, o senador aproveitou para falar a respeito de sua recente visita ao ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva, que está em tratamento conta um câncer na laringe.

"Estive com ele e percebi que é ele que nos anima. Até brincou dizendo: 'Deixa de frescura porque eu quero saber da Marisa se é dos carecas que elas gostam mais'", contou o senador.


O senador concluiu falando da vontade que Lula tem de vir ao Piauí e que o estado de saúde do ex-presidente é bom, a voz já está recuperada e, a exemplo da presidenta Dilma, ele tem grandes chances de cura.

Rayldo Pereira (especial para o Cidadeverde.com)
Imprimir