Cidadeverde.com
Geral

Quadrilha com pai, filha e marido é presa por clonagem de cartões

Imprimir
A Polícia começou a desbaratar nesta sexta-feira (10) uma quadrilha interstadual especializada na clonagem de cartões bancários e de crédito. Quatro pessoas foram presas na zona Sul de Teresina e outras são investigadas. Com eles, mais de 80 cartões foram apreendidos, além de carros e material para que o golpe fosse aplicado. 

Fotos: Yala Sena

De acordo com Hilton Barbosa, chefe de investigação do 4º Distrito Policial (Parque Piauí), os acusados foram presos em uma casa na rua Agenor Veloso, bairro Lourival Parente, próximo ao conjunto Morada Nova. O imóvel era conhecido pela vizinhança por conta das frequentes festas. 

Foram presos Diogo Vinícius dos Santos, 21 anos, Nivaldo Lima de Freitas, 32, Fabrícia Cristina dos Santos Freitas, esposa de Nivaldo, e Elvis Presley Maciel dos Santos, 52, pai de Fabrícia. Parte dos presos é do estado do Pará - Nivaldo é natural de Icoaraci, distrito da capital Belém. 

Diogo Vinícius dos Santos, 21 anos

Nivaldo Lima de Freitas, 32

Elvis Presley Maciel dos Santos, 52

Fabrícia Cristina dos Santos Freitas e Nivaldo

A polícia encontrou em poder da quadrilha de "cartãozeiros" 83 cartões magnéticos e dois aparelhos "chupa-cabra", usados para a clonagem e golpes no mercado. 

Chupa-cabra, entre os pertences apreendidos

Com a quadrilha, a polícia ainda apreendeu 1.100 reais em espécie, uma espingarda calibre 12, seis aparelhos de telefone celular, um forno de micro-ondas, aparelhos de TV e notebooks, além de quatro automóveis: um  Golf cinza de placa HPG-0524, de Caxias/MA, um Corolla preto com placa HPN-2736, um Gol cinza placa LVS-1179, e um Monza, que ficou no local do flagrante por estar com problemas mecânicos. 


Foram mobilizados vários policiais para a operação, entre eles homens do 4º, 10º e 23º distritos policiais, Polinter, Rondas Ostensivas de Natureza Especial - Rone - e 6º Batalhão da Polícia Militar, sob comando do tenente Gerson Santana, bem como do serviço reservado do 6º BPM.

De acordo com Maxwell Pessoa de Moura, da Polinter, foram expedidos cinco mandados de prisão e um dos integrantes da quadrilha está foragido. A polícia aguarda ainda que a Justiça decrete outros seis mandados, pois a quadrilha teria 11 membros. 

Ampliada às 17h

Yala Sena (flash)
Fábio Lima (da Redação)
Imprimir