Cidadeverde.com

Expoeiras encerra com média de 25 mil pessoas por dia

Consolidada como uma das maiores exposições agropecuárias do nordeste brasileiro, a quarta edição da Expoeiras foi realizada com sucesso entre os dias 26 e 29 de maio.  Segundo estimativa, 25 mil pessoas em média visitaram a feira por dia e tiveram acesso a leilões, exposições, shows musicais e outros atrativos no segmento agropecuário.
 
Uma das novidades deste ano, que agregou ainda mais valor ao evento, foi a Nordestina das raças Boer e Dorper, momento oportuno onde foi exposto o que há de melhor no ramo da criação de ovinos e caprinos. Para Alexandre Barbosa, um dos organizadores do evento, este tipo de exposição, tão quanto os leilões e os julgamentos, oferece ao produtor rural do Vale do Canindé o acesso a matrizes e reprodutores que melhoram ainda mais a qualidade genética do seu rebanho.
 
Um dos pontos altos da EXPOEIRAS foram os shows musicais. Este ano a parte dançante do evento foi aberta com a banda oeirense Gibão de Griff, que com um repertório bem nordestino animou os presentes com o bom e tradicional forró pé-de-serra.  Subiram também ao palco músicos consagrados como Toca do Vale, Mano Walter e Mara Pavanelly, além de várias outras atrações.
 
O evento, que expõe os potenciais do homem do campo, foi organizado pela Prefeitura Municipal de Oeiras e vem a cada ano atraindo uma grande quantidade de produtores, empresários e empreendedores do agronegócio, que compartilham estratégias e buscam acima de tudo adquirir mais informações e conhecimento para que possam efetivar em suas propriedades agrícolas.
 
O evento este ano trouxe inovações que agradaram produtores rurais e empresários do ramo. De acordo com o gerente geral do Banco do Nordeste em Oeiras, Carlos Washington, foram beneficiados 232 produtores rurais do Vale do Canindé com créditos oriundos do BNB, sendo 126 do próprio município de Oeiras. Com este benefício os agricultores puderam, durante o evento, adquirir kits de irrigação, forrageiras, reprodutores e matrizes de caprinos e ovinos, dentre outros produtos que trarão ainda mais divisas financeiras.
 
Para terem acesso a esse crédito os agricultores tiveram que passar por uma avaliação, e após este processo estavam habilitados a fazer aquisição de maquinas, animais e outros implementos.  Ainda segundo Carlos Washington, estima-se que R$ 1,6 milhão tenham sido investidos no segmento agropecuário durante a IV EXPOEIRAS.

“Estamos passando por um momento de crise, mas quando se injeta no município um valor significativo como este, a economia gira e movimenta todo mundo, dando outro ânimo às demais atividades desenvolvidas na região, de modo que sejam atingidas e melhoradas. São benefícios tanto para o agricultor como também para o banco. Isso tudo traz geração de renda e emprego.  A EXPOEIRAS é um evento muito produtivo”, pontuou Carlos Washington.

 

Da Redação
redacao@cidadeverde.com