Cidadeverde.com

Homenageando Cineas Santos, Feira Literária de Oeiras (FLOR) acontece de 15 a 18 de novembro

Homenageando o professor e escritor piauiense, Cineas Santos, a 5ª edição da Feira Literária de Oeiras (FLOR) acontecerá entre 15 e 18 de novembro. A obra dele é objeto de análises e estudos em projetos desenvolvidos pelas escolas da rede municipal de ensino desde o início do ano letivo de 2017.

“Escolhemos homenagear o professor Cineas pelo compromisso que tem com o Piauí e com a cultura sertaneja. Então, nessa ocasião em que Oeiras completa 300 anos, decidimos homenagear um autor que tem tudo a ver com a nossa cultura”, argumenta a professora Tiana Tapety, secretária municipal de Educação, informando que, até o começo de novembro, o escritor terá visitado todas as escolas do município.

No último final de semana, Cineas Santos esteve novamente em Oeiras, visitando escolas municipais. “É animador ver crianças de escolas públicas lendo, escrevendo, contando. Estou lambuzado de carinho. Imaginem como será durante a realização da FLOR. Espero estar vivo para vivenciar e contar”, celebra o escritor.

Novidades
Por conta da homenagem, Cineas Santos escreveu um novo livro, dedicado a Oeiras. Intitulada ‘O Parceiro do Vento’, a publicação é destinada ao público infanto-juvenil e será lançada dentro da Feira Literária.

Outra novidade da FLOR 2017 é que o evento será exibido no programa “Feito Em Casa”, apresentado por Cineas Santos na TV Cidade Verde, nas manhãs de sábado.

Em quatro edições, a Flor já homenageou nomes renomados da literatura infanto-juvenil brasileira, como Monteiro Lobato (2013), Ziraldo (2014), Maurício de Sousa (2015) e Ruth Rocha (2016). 

O homenageado
Cineas das Chagas Santos, 68 anos, nasceu na localidade Campo Formoso, município de Caracol, no sertão do Piauí. Poeta, cronista, professor, agente cultural, advogado e editor, é autor de diversos livros, muitos deles de temática infanto-juvenil – ‘Miudezas em Geral’, ‘Tinha que acontecer’, ‘ABC da ecologia’, ‘Aldeia grande’, ‘O menino que descobriu as palavras’, ‘Nada além’, ‘Ciranda Desafinada’, ‘Trem da Vida’, ‘Donas Purcina: a matriarca dos loucos’. É também autor da letra do Hino de Teresina, em parceria com o músico Erisvaldo Borges.

Fonte: Ascom