Cidadeverde.com

Campanha de vacinação contra pólio e sarampo é prorrogada em Oeiras

Mães, pais e responsáveis têm até 14 de setembro para levar as crianças com idades entre 1 ano e menores de 5 anos para serem vacinadas contra pólio e sarampo, em Oeiras. As doses estão disponíveis, gratuitamente, em todas as Unidades Básicas de Saúde (UBSs) do município.

Com grande parte de estados e municípios sem atingir a meta – vacinar pelo menos 95% do público-alvo – o Ministério da Saúde decidiu prorrogou a Campanha Nacional de Vacinação contra pólio e sarampo. Pelos dados preliminares, a média de vacinação está em 88%. Em apenas sete estados foi atingida.

Devem ser vacinadas contra a poliomielite o sarampo crianças de 1 ano a 4 anos e 11 meses. No último sábado, 1º, postos de saúde de bairros com baixa cobertura vacinal foram abertos, por recomendação do Ministério da Saúde.

Tire dúvidas sobre a vacinação

Qual o foco da campanha? 
Crianças com idade entre 1 ano e 5 anos incompletos (4 anos, 11 meses e 29 dias). 

Crianças que já foram vacinadas anteriormente devem ser levadas aos postos? 
Sim. Todas as crianças com idade entre um ano e menores de cinco anos, que ainda não foram vacinadas durantes a campanha, devem comparecer aos postos. Quem estiver com o esquema vacinal incompleto receberá as doses necessárias para atualização e quem estiver com o esquema vacinal completo receberá outro reforço. 

Há riscos ao tomar doses a mais? 
Não há riscos. 

Alguma das vacinas têm contraindicação? 
Não, mas crianças com doenças imunossupressoras devem passar por avaliação médica.

Qual a vacina usada contra a pólio? 
Crianças que nunca foram imunizadas contra a pólio vão receber a Vacina Inativada Poliomielite (VIP), na forma injetável. Crianças que já receberam uma ou mais doses contra a pólio vão receber a Vacina Oral Poliomielite (VOP), na forma de gotinha. 

Qual a vacina usada contra o sarampo? 
A vacina contra o sarampo usada na campanha é a tríplice viral, que protege também contra a rubéola e a caxumba. 

O que levar?

A caderneta de vacinação e o cartão do SUS. Mas mesmo quem não tiver o documento deve procurar o posto de saúde para imunização. 

Adultos participam da campanha? 

Não. A campanha tem como foco crianças, mas conforme previsto no Calendário Nacional de Vacinação, adultos com até 29 anos que não tiverem completado o esquema na infância devem receber duas doses da tríplice viral e adultos com idade entre 30 e 49 anos devem receber uma dose da tríplice viral. O adulto que não souber sua situação vacinal deve procurar o posto de saúde mais próximo para tomar as doses previstas para sua faixa etária. 

(Fonte: Ministério da Saúde)