Cidadeverde.com

Alunos de Oeiras conquistam medalhas na OBMEP

Os estudantes da rede municipal de Oeiras tiveram um desempenho inédito na Olimpíada Brasileira de Matemática das Escolas Públicas – OBMEP de 2018. Ao todo, o município conquistou 07 medalhas – 01 de ouro, 02 de prata, 04 de bronze – e 11 menções honrosas. Em sua 14ª edição, a olimpíada contou com a participação de mais de 18 milhões de alunos, classificando 952.839 para a segunda etapa.

No Piauí, além de Oeiras, apenas Cocal dos Alves e Teresina tiveram medalhistas de ouro na olimpíada, que busca incentivar o estudo da matemática, desmistificando a disciplina, que é vista como ‘bicho-papão’ por grande parte dos estudantes. “Fiquei feliz com a medalha. Prestei muita atenção nas aulas, fiquei muito atento às dicas dos professores e me concentrava nas atividades de casa”, comemora Igor Gabriel, aluno da Escola Municipal Juarez Tapety, medalhista de ouro na OBMEP.

Ele e os outros alunos premiados participam de um projeto desenvolvido pela Supervisão de Matemática da Secretaria Municipal de Educação (Semed) para aprimorar as habilidades dos estudantes na disciplina. O projeto reúne os alunos em aulas aos sábados, com revisões e exercícios envolvendo questões específicas de olimpíadas passadas. “Sentimos que os alunos tinham algumas deficiências, mas que tinham uma capacidade de raciocínio muito boa. Na primeira fase, nossos alunos já se mostraram acima da média. Tivemos a primeira medalha de ouro do Centro-Sul do Piauí, elas ficam sempre concentradas nas cidades do Norte”, observa Renato Martins, diretor da Escola Municipal Juarez Tapety, que ministrou aulas na fase de preparação dos alunos para a OBMEP.

A prova foi elaborada com questões dissertativas que desafiam os jovens em problemas resolvidos com raciocínio matemático. “A seleção é rigorosa. Se deixar de fazer uma letra o aluno já perde. As questões são subjetivas, em cada cálculo que o aluno faz ele tem que argumentar, explicar porque fez assim. A comissão analisa o cálculo e o argumento. Se ficar algo faltando a nota é subtraída”, explica Sandra Salvador, supervisora de Matemática da Semed.

As escolas municipais Juarez Tapety e Visconde da Parnaíba concentram o maior número de medalhas e menções honrosas. Medalha de bronze na olimpíada, Monara Susanny, aluno do 7° Ano do Visconde da Parnaíba, não esconde a satisfação com o resultado na prova. “É uma sensação maravilhosa. Quando fiz a prova, não sabia que ia ganhar uma medalha”, celebra a estudante, que sonha em seguir carreira como engenheira.

“A disciplina que mais gosto é matemática. Estudei muito com os professores e em casa. Senti muita emoção quando recebi o resultado”, comenta Letícia Holanda, do 8° Ano do Visconde da Parnaíba, medalha de prata na OBMEP. Colega de classe de Letícia, Célia Regina diz que na fase de preparação estudava matemática três horas por dia. “Sempre tiro boas notas em matemática. Estudava duas horas na escola e uma em casa. Fiquei feliz com a medalha”, afirma a estudante de 14 anos.

Felicidade foi o que também sentiu Maiza Victória ao saber que foi bronze na OBMEP. “Além das aulas aqui com os professores, eu também estudava em casa, meu irmão me ajudou”, lembra a estudante do Juarez Tapety. “Fiquei alegre, saí correndo, pulando”, compartilha Luís Felipe, medalha de prata na prova, acrescentando que estudou bastante em casa, incentivado pelo pai, o professor Renato Martins.

“Fiquei surpresa com o resultado. A preparação foi bem descontraída, eu sempre prestava atenção nas aulas e no conteúdo”, festeja Débora Leal, aluna do Juarez Tapety.

Entenda a OBMEP

A Olimpíada Brasileira de Matemática das Escolas Públicas – OBMEP é um projeto nacional dirigido às escolas públicas e privadas brasileiras, realizado pelo Instituto Nacional de Matemática Pura e Aplicada – IMPA, com o apoio da Sociedade Brasileira de Matemática – SBM, e promovida com recursos do Ministério da Educação e do Ministério da Ciência, Tecnologia, Inovações e Comunicações – MCTIC. A prova é realizada por meio de duas fases. A primeira teve 20 questões de múltipla escolha e duas horas e meia de duração. Os estudantes têm três tipos diferentes de provas, de acordo com o nível de dificuldade:

Nível 1: alunos do 6º e 7º ano do Ensino Fundamental

Nível 2: estudantes do 8º e 9º ano do Ensino Fundamental

Nível 3: o mais avançado, é para os estudantes do Ensino Médio

A primeira fase é eliminatória, e a classificação é feita de acordo com a nota de cada estudante: são classificadas todos os anos as pessoas com as maiores notas até o preenchimento das vagas para a segunda fase.

Já a segunda fase não é eliminatória, mas sim classificatória, e mantém os três níveis da primeira fase. Nessa prova, os alunos têm três horas para responder a seis questões discursivas valendo 120 pontos no total.

As medalhas são definidas de acordo com a nota de cada estudante na segunda fase: segundo o regulamento, são previstas 500 medalhas de ouro, 1.500 de prata e 4.500 de bronze, além de até 46.200 menções honrosas.

Veja quem são os estudantes oeirenses premiados na OBMEP de 2018:

Igor Gabriel Oliveira da Silva – Escola Municipal Juarez Tapety – Medalha de Ouro

Luís Felipe Holanda Martins – Escola Municipal Juarez Tapety – Medalha de Prata

Letícia Holanda M de Carvalho – Escola Municipal Visconde da Parnaíba – Medalha de Prata

Débora Leal de Oliveira – Escola Municipal Juarez Tapety – Medalha de Bronze

Maiza Victória de Sousa Alves – Escola Municipal Juarez Tapety – Medalha de Bronze

Monara Susanny Lima de Sousa – Escola Municipal Visconde da Parnaíba – Medalha de Bronze

Célia Regina de Sousa Silva – Escola Municipal Visconde da Parnaíba – Medalha de Bronze

Bruno Weslley Borges Ribeiro – Escola Municipal Juarez Tapety – Menção Honrosa

Hiara de Moura Fé e Silva – Escola Municipal Juarez Tapety – Menção Honrosa

Luciana Carvalho da Silva – Escola Municipal Juarez Tapety – Menção Honrosa

Nícolas Rodrigues Alves – Escola Municipal Visconde da Parnaíba – Menção Honrosa

Andressa Morgana Quintana Souza – Escola Municipal Visconde da Parnaíba – Menção Honrosa

Bárbara Diva de Moura Alves – Escola Municipal Visconde da Parnaíba – Menção Honrosa

Hyruan Santtynny Pereira Viana da Silva – Escola Municipal Visconde da Parnaíba – Menção Honrosa

Leandro Henrique Ferreira Estevão – Escola Municipal Juarez Tapety – Menção Honrosa

Pedro Luiz de Moura Marques – Escola Municipal Aleksandra Tapety (Povoado Morro Redondo) – Menção Honrosa

Thaynara Pereira de Sousa – Escola Municipal Visconde da Parnaíba – Menção Honrosa

Yara Ravena Gomes da Silva – Escola Municipal Visconde da Parnaíba – Menção Honrosa

Fonte: Ascom