Cidadeverde.com

Saúde inicia mutirões de combate ao mosquito Aedes aegypti em Oeiras

A Prefeitura de Oeiras, através Secretaria Municipal de Saúde (Semusa), iniciou nesta quarta-feira, 16, no Bairro Canela, uma série de mutirões de combate ao mosquito Aedes aegypti – transmissor da dengue, zika, chikungunya e febre amarela.

Na ação, a equipe de agentes de combate às endemias percorreu todas as áreas do bairro, eliminando focos e possíveis criadouros de larvas dos mosquitos e conscientizando a população do Canela. Os profissionais realizaram visitas domiciliares, orientando os moradores sobre como fazer a vistoria no imóvel para evitar a proliferação e extinguir possíveis viveiros de mosquitos.

Até abril, os mutirões devem acontecer em outros seis bairros da cidade – Leme, Rosário, Várzea, Rodagem de Floriano, Rodagem de Picos e Oeiras Nova. O coordenador dos agentes de combate às endemias, Célio Tôrres, informa que as ações de monitoramento e enfrentamento ao mosquito também acontecem na zona rural do município, em regime bimestral.

Auridene Freitas destaca que o combate ao mosquito está diretamente ligado à conscientização, apoio e participação da população para manutenção de suas casas em ordem, sem acúmulo de materiais que possam servir de criadouros e também ajudando a fiscalizar possíveis focos do mosquito nos bairros.

“Realizamos essa ação de rotina a cada início do ano. Iniciamos no Bairro Canela e todos os outros bairros serão contemplados nesta ação. Temos os primeiros quatro meses do ano distribuídos num total de sete mutirões. Desenvolvemos essa ação em parceria com a Secretaria Municipal de Obras, envolvemos as equipes da Estratégia Saúde da Família, com os agentes de saúde e agentes de combate às endemias. Esta equipe é distribuída por ruas, onde eles fazem os trabalhos orientando a população, fazendo a coleta e busca in loco. Então, solicitamos o compromisso e envolvimento por parte da população dos bairros para que possam ser colaboradores neste processo, abrindo suas casas, recebendo os profissionais, ouvindo e seguindo orientações dadas pela equipe. Se não tivermos a colaboração da população, o poder público sozinho não tem condições de solucionar este problema para reduzir ainda mais casos”, explica a secretária, enfatizando que número de casos de doenças ocasionadas pelo mosquito no município de Oeiras estão controlados, em virtude das intensificação das ações de enfrentamento ao Aedes aegypti.

Fonte: Ascom