Cidadeverde.com

Justiça decreta prisão domiciliar de mãe de advogada morta em Pedro II

Foto: reprodução Facebook

Izadora tinha 41 anos e foi assassinada dentro de casa

A Justiça determinou a prisão domiciliar da mãe da advogada Izadora Mourão, assassinada a facadas em fevereiro deste ano, em Pedro II, no interior do Piauí. Maria Nerci e o filho, João Paulo Mourão, foram indiciados por participação no crime. 

A advogada Esmaela Macêdo, que defende mãe e filho, disse que Nerci está em Teresina e que a decisão pela prisão domiciliar atendeu a um pedido do Ministério Público. 

Izadora Mourão foi morta dentro da própria casa com sete perfurações de faca na região do pescoço e no peito. Investigação apontou a participação do irmão e da mãe que teria criado um álibi para tentar proteger o filho. O caso teve repercussão nacional e teria sido motivado por uma herança familiar. 



Graciane Sousa
[email protected]
Colaboração Ney Silva (Rádio Cidade Verde)