Cidadeverde.com

Pedro II estende prazo para matrícula nas escolas municipais

 

A Prefeitura de Pedro II, por meio da Secretaria Municipal de Educação, informa que continua aberto o período de matrículas dos alunos do Ensino Infantil, Fundamental I e II e Educação de Jovens e Adultos (EJA) na Rede Municipal de Ensino para o ano letivo de 2017.

A secretária municipal de Educação, Kelcilene Ribeiro, explica que, mesmo com o fim do período regular de matrículas, encerrado nessa segunda-feira (16), pais e responsáveis ainda podem garantir uma vaga nas escolas do município. “Se alguém ainda não se matriculou, pedimos que procure logo a escola municipal mais próxima da sua casa. Estamos otimistas de que vamos conseguir aumentar a quantidade de alunos para este ano de 2017. O objetivo é que ninguém fique fora da escola, por isso garantimos que ninguém vai voltar para casa sem matricular o filho”, orienta.

As aulas estão previstas para serem iniciadas no dia 6 de fevereiro, logo após a realização da semana pedagógica, que acontecerá entre os dias 30 de janeiro e 05 de fevereiro. “Já estamos trabalhando na organização da semana pedagógica, quando iremos trazer profissionais de todas as áreas para reforçar a preparação dos nossos docentes para o novo período letivo. A intenção é oferecer suporte para que esses professores estejam em sala de aula já no dia 6 de fevereiro e focados na melhoria do aprendizado dos estudantes”, diz.

De acordo com a gestora, nesse período que antecede o início do ano letivo, a Prefeitura está providenciando os ajustes necessários para dar estrutura às escolas. Algumas unidades de ensino estão passando por retelhamento, reestruturação das cantinas e reparos na pintura. Outras deverão passar por uma reforma mais completa por estarem em condições precárias de funcionamento.

“Já conversamos com o prefeito Alvimar Martins e ele já autorizou os reparos onde o problema está mais gritante. Quanto à parte pedagógica, constatamos que haviam muitos professores contratados sem concurso, alguns deles apenas com o Ensino Médio e sem a qualificação adequada. É uma situação bem difícil, mas estamos trabalhando a todo vapor para que tudo seja resolvido e as escolas estejam com um quadro de professores adequado e em plenas condições de funcionamento”, finaliza a secretária


Fonte: Ascom
cidades@cidadeverde.com