Cidadeverde.com

Tesoureiro é rendido por quadrilha e família levada refém em assalto ao Bradesco

(Foto: Reprodução/ FM Imperial)

O tesoureiro do Bradesco da cidade de Pedro II, a 195 km de Teresina, foi vítima da ação de criminosos na manhã desta sexta-feira (16). Ele, a esposa e os dois filhos de 4 e 7 anos de idade foram abordados por três bandidos que se dividiram com a família. Um deles ficou com a mulher e as crianças e o restante foi com o tesoureiro até o banco para obrigá-lo a entregar o dinheiro. 

"Por volta das 7h30, ele saiu de casa com a família para deixar os filhos no colégio e foi interceptado. Levaram a esposa e os filhos dele para um matagal e seguiram com ele para o banco. A modalidade é conhecida como sapatinho que se caracteriza quando o bando pega a família para obrigar a pessoa do banco a tirar o dinheiro", explica o tenente-coronel Erisvaldo Viana, comandante da Polícia Militar de Piripiri.

Sob a mira de revólver e ameaças, o tesoureiro foi obrigado a abrir um dos cofres do banco e entregar R$ 50 mil para os assaltantes. 

"Quatro pessoas participaram da ação. Todos os assaltantes estavam armados, mas não dispararam. Em seguida eles fugiram em um carro Honda Fit de cor chumbo”, completa o coronel Raimundo Sousa, gerente de Policiamento do Norte ao Cidadeverde.com. 

Após a entrega do dinheiro, o tesoureiro foi liberado em Pedro II e a família na cidade de Piripiri, a cerca de 50 km do município.

"A mulher contou que disseram pra manter a calma, que não iam fazer nada com ninguém e que quando conseguisse o dinheiro seriam liberados", acrescenta o comandante de Piripiri. 

A PM acredita que os criminosos sejam do estado do Ceará. 

 

Izabella Pimentel e Graciane Sousa
redacao@cidadeverde.com