Cidadeverde.com

Justiça determina prisão preventiva de suspeito de feminicídio em Piripiri

Foto: Reprodução/Mais Piripiri

Após ser preso em flagrante suspeito de ter esfaqueado a mulher, Adriano Gomes da Silva, companheiro da vítima, teve prisão preventiva decretada pelo juiz da comarca de Piripiri, onde ocorreu o crime. Ele foi preso com um ferimento que teria provocado contra si próprio após ser apontado como suspeito de feminicídio no dia 10 de setembro. 

A lesão de Adriano foi na altura do tórax. Segundo a polícia, ele disse que tentou se suicidar com a mesma faca que feriu a esposa. A vítima foi encontrada no interior da residência, no quarto, com ferimento grave, mas ainda com vida.

“Considerando a informação que o custodiado apresenta ferimento no tórax, provocado por tentativa de suicídio, necessitando de atendimento médico, determino que o custodiado permaneça em custódia no hospital até recuperação quando, então, deve ser removido para penitenciária, caso a sua presença no distrito policial não mais interesse às investigações policiais”, diz o juiz na decisão.

O caso

O crime ocorreu na última segunda-feira, dia 10 de setembro. Cléia Marques Marques da Silva, 44 anos, foi esfaqueada dentro de casa, na presença de seus dois filhos menores. Segundo a Polícia Militar, moradores do bairro Matadouro acionaram a polícia após ouvirem os gritos de socorro da vítima. Segundo a Polícia Civil, não havia queixa de maus-tratos ou ameaça registrada contra Adriano.

Valmir Macêdo
valmirmacedo@cidadeverde.com