Cidadeverde.com

Prefeito decreta situação de emergência em razão das fortes chuvas em Piripiri

  • piripiri_francisco_rebelo_tvcv12.jpg Francisco Rebelo/TV Cidade Verde
  • piripiri_francisco_rebelo_tvcv11.jpg Francisco Rebelo/TV Cidade Verde
  • piripiri_francisco_rebelo_tvcv10.jpg Francisco Rebelo/TV Cidade Verde
  • piripiri_francisco_rebelo_tvcv9.jpg Francisco Rebelo/TV Cidade Verde
  • piripiri_francisco_rebelo_tvcv8.jpg Francisco Rebelo/TV Cidade Verde
  • piripiri_francisco_rebelo_tvcv7.jpg Francisco Rebelo/TV Cidade Verde
  • piripiri_francisco_rebelo_tvcv6.jpg Francisco Rebelo/TV Cidade Verde
  • piripiri_francisco_rebelo_tvcv5.jpg Francisco Rebelo/TV Cidade Verde
  • piripiri_francisco_rebelo_tvcv4.jpg Francisco Rebelo/TV Cidade Verde
  • piripiri_francisco_rebelo_tvcv3.jpg Francisco Rebelo/TV Cidade Verde
  • piripiri_francisco_rebelo_tvcv2.jpg Francisco Rebelo/TV Cidade Verde
  • piripiri_francisco_rebelo_tvcv1.jpg Francisco Rebelo/TV Cidade Verde

O prefeito de Piripiri, Luiz Menezes, decretou situação de emergência no município em razão das fortes chuvas que atingiram a cidade, provocando diversos prejuízos. Uma pessoa morreu afogada após ter o carro arrastado pela correnteza. 

A Prefeitura de Piripiri informou que o prefeito reuniu diversas entidades na manhã deste sábado (07) para estabelecer um plano emergencial para auxiliar as famílias atingidas pelas chuvas. O plano também tem como um dos pontos principais recuperar pontos que ficaram intrafegáveis.

Os bairros mais atingidos pelas fortes chuvas são os mais baixos - como o Floresta, Germano, Vista Alegre, Flor dos Campos - e o Centro da cidade. Também há estragos no bairro Floresta e da região do Horto Florestal. 

A rodovia estadual que liga Piripiri a Caldeirão se rompeu completamente e na BR-343 várias crateras foram abertas, no sentido de Brasileira. Ambas as estradas precisaram ser interditadas. Equipes trabalham na tarde deste sábado para liberar a pista. 

O governador Wellington Dias  anunicou a liberação de recursos para Piripiri e convocou uma força-tarefa para atender o município. 

 

 

O decreto de emergência autoriza a "mobilização de todos os órgãos municipais para atuares sob a organização da Superintendência de Defesa Civil do Município com o auxílio do Grupo de Trabalho, nas ações de resposta ao desastre e reabilitação do cenário e reconstrução".

Além disso, fica autorizada a convocação de voluntários para reforças as ações de resposta ao desastre e a realização de campanhas de arrecadação de recursos e alimentos junto à comunidade. Também está dispensada a licitação de contratos de aquisição de bens necessários às atividades de resposta ao desastre, de prestação de serviços e de obras, desde que possam ser concluídas no prazo máximo de 180 dias consecutivos e ininterruptos. 

DOAÇÕES

O Centro Paroquial ao lado da Igreja Matriz de Nossa Senhora dos Remédios e a Creche Proinfância Romeritto Escórcio (Campo das Palmas) estão recebendo doações.  Veja outros: 

 

 

 

Carlienne Carpaso
[email protected]